CAPITAL

E.bricks e Joá agora são Igah Ventures

22/09/2020 10:27

Nova empresa conta com um fundo de US$ 100 milhões e já começou a investir em startups.

Pedro Melzer lidera a Igah Ventures. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

As gestoras E.bricks Ventures e Joá Investimentos anunciaram sua união para formar uma nova empresa: a Igah Ventures.

Fundada em 2013 por Pedro Melzer, Eduardo Melzer e Márcio Trigueiro, a E.bricks já captou R$ 300 milhões em fundos.

O valor foi investido em empresas como Infracommerce, GuiaBolso, RockContent, Arquivei, Contabilizei e BCredi, com mais força no mercado voltado para o B2B.

A Joá Investimentos, por sua vez, era formada por Luciano Huck, Gilberto Sayão, Rodrigo Xavier e Luis Felipe Magon. 

A companhia não administrava recursos de terceiros, apenas dos sócios, apostando em marcas focadas no B2C, como a grife de moda Reserva, a empresa de mobilidade Tembici e a rede de hospitais veterinários PetCare.

Agora, a gestão dos investimentos feitos anteriormente pelas duas empresas será unificada.

“Pela a afinidade e complementaridade dos sócios das duas gestoras, vimos que, unindo forças entre E.bricks ventures e Joá Investimentos, isso nos levaria a um outro patamar de sofisticação e acesso”, disse Pedro Melzer, que era diretor da E.bricks e agora lidera a Igah Ventures, ao NeoFeed.

A Igah Ventures já está em funcionamento desde janeiro, mas ainda não havia sido anunciada. 

“Começamos a estruturar no início do ano e veio a Covid. Não fazia sentido falar da nova empresa no meio da pandemia, quando precisávamos dar suporte aos empreendedores das nossas investidas”, contou Melzer à publicação.

No início do ano, a empresa começou com um fundo de US$ 20 milhões e, em junho, abriu para captação. Desde então, alcançou um total US$ 100 milhões e pode chegar a até US$ 120 milhões.

Parte do valor, mais especificamente US$ 13 milhões, já foi usado para investir em startups como Avenue Securities, Conexa Saúde, Acesso Digital e 321 Beauty.

Até o fim de 2020, cerca de 30% do fundo deve ser utilizado e o restante, investido nos próximos três anos em empresas da América Latina, principalmente as brasileiras.

O fundo destaca que vai focar em fazer cheques de US$ 5 milhões, mas isso não quer dizer que não possa assinar valores menores ou maiores. 

“Podemos entrar com um seed de US$ 500 mil e também em séries B ou follow ons de US$ 10 milhões”, afirmou Luis Felipe Magon, que era o head da Joá Investimentos, ao NeoFeed.

A gestora não revelou exatamente em quais setores vai se concentrar, apenas informou que busca por “negócios que usam a tecnologia como um meio para entregar ganhos de eficiência em diferentes setores da economia”.

Além disso, as empresas investidas precisam ter a perspectiva de se tornarem muito grandes caso dêem certo, além de contar com empreendedores experientes e capacitados em seu comando.

A Igah Ventures conta com 12 pessoas trabalhando e, até o fim do ano, a equipe deve mudar para um escritório próprio, com sede em São Paulo.

Veja também

INVESTIMENTO
Acesso Digital recebe aporte de R$ 580 milhões

Rodada série B da startup de biometria facial foi liderada pelo Softbank e pela General Atlantic.

FINTECH
Kaszek investe R$ 100 milhões na corretora Ideal

Startup foi criada em 2019 e atua principalmente na intermediação de valores mobiliários.

FUNDOS
Endeavor lança guia de fundraising

Com patrocínio da EY e da EDP Ventures, mapa detalha nove alternativas de acesso a capital.

STARTUP
Clarke Energia levanta R$ 3 milhões

Rodada foi liderada pela Canary com participação da EDP Ventures Brasil.

CONTRATAÇÃO
Wayra tem novo head de parcerias

Com mais de 17 anos de carreira, Guilherme Amorim já atuou em empresas com Softex e Brasscom.

AGILIDADE
Tembici aposta em squads

Até o final de 2021, serão R$ 40 milhões para contratação de profissionais e melhorias no aplicativo.

APORTE
Randon Ventures investe na Reboque.me

Startup oferece solução digital de assistência a motoristas nos mercados B2B e B2C.

FORJA
Gerdau tem aceleradora de startups

Ventures Gerdau vai selecionar 10 startups para um pitch na gigante do aço.

APORTE
CyberLabs AI levanta R$ 28 milhões

Redpoint eventures lidera investimento na startup de Marcelo Sales, cofundador da Movile.

AQUISIÇÃO
Stefanini compra Logbank

Fintech fará parte da Orbitall, ampliando a oferta de serviços financeiros para o mercado de PMEs.