Título The Elder Scrolls é um dos produzidos pelo grupo. Foto: divulgação.

A Microsoft anunciou a aquisição da Zenimax Media, empresa americana dona de estúdios de games, por um valor estimado em US$ 7,5 bilhões, a ser pago em dinheiro.

Segundo o site Tele Síntese, a compra está sujeita ao aval de reguladores e acionistas, mas a diretoria da Microsoft acredita que a transação será concluída em meados de 2021.

Fundada em 1999, a Zenimax possui 2,3 mil funcionários e é dona de estúdios como o Bethesda, com títulos consagrados no segmento, como The Elder Scrolls e Fallout.

A companhia também detém: a iD Software, responsável pelo jogo Doom; a Arkane, dos jogos Dishonored; a Machine Games, criadora do Wolfenstein; a Tango Gameworks, que faz a série The Evil Within; a Alpha Dog, especializada em jogos para celulares; e a Roundhouse Studios, criada ano passado com profissionais da Bethesda.

O comando das empresas permanecerá inalterado e, com o negócio, a Microsoft passa a ter 23 estúdios especializados no desenvolvimento de games. 

A aquisição foi anunciada apenas quatro dias após a Microsoft lançar seus novos consoles de videogame, o Xbox X e Xbox S. O motivo da compra seria justamente a competição no bilionário mercado dos games, que deve movimentar mais de US$ 200 bilhões por ano até o final de 2021.

Ainda de acordo com a publicação, a aquisição dos estúdios consagrados permitirá à Microsoft ampliar a quantidade de jogos exclusivos para Xbox e, assim, fazer frente à Sony, fabricante do PlayStation, e à Nintendo.

Os jogos da Zenimax ainda devem ser um diferencial para a oferta do Xbox Game Pass, serviço de jogos em nuvem da Microsoft que dá acesso a um catálogo de jogos para os donos dos aparelhos, sem necessidade de aquisição de cada título.

A Sony, que anunciou o PS5 na última semana, conta com o histórico do PS4 como o console mais bem sucedido de sua geração, com vendas acima de 106 milhões de unidades.

Em segundo lugar, vem a Nintendo, que vendeu cerca 50 milhões de unidades. Já o  Xbox One, versão anterior do aparelho da Microsoft, comercializou 46 milhões de unidades.