FATIAS

Pentágono terá 4 fornecedores de nuvem

22/11/2021 04:57

Microsoft, AWS, Google e Oracle foram convidados para a festa. IBM está fora.

Pentágono deve fatiar contrato para não dar briga. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

O Pentágono convidou quatro fornecedores para participar da sua mega licitação de nuvem pública, estimada em US$ 10 bilhões: Microsoft, AWS, Google e Oracle.

O Departamento de Defesa americano disse que encontrou apenas cinco fornecedores aptos a participar e acabou convidando quatro. A ausência notável é a IBM.

O quadrangular é uma nova fase da disputa pelo mega contrato, iniciada em 2017. 

Uma recapitulação rápida: por muito tempo, a favorita foi a AWS, despertando críticas do setor de tecnologia como um todo. 

Em 2018, quem acabou levando foi a Microsoft, o que levou a AWS a uma batalha judicial contra o que considerava influência política do ex-presidente Donald Trump no processo.

Em 2021, já sem Trump na Casa Branca, o Pentágono cancelou a vitória da Microsoft, alegando que o contrato já não respondia à demanda de segurança nacional.

O projeto também trocou de nome, deixando para trás o cinematográfico nome Joint Enterprise Defense Infrastructure (JEDI), para o mais burocrático Joint Warfighter Cloud Capability (JWCC).

Mais importante que isso, mudou também o approach: o Pentágono já não busca um vencedor para levar tudo, mas vai dividir o contrato em partes, provavelmente entre todos os quatro participantes.

A nova abordagem oferece o benefício teórico de poder escolher o melhor de cada fornecedor, além da garantia prática de que os derrotados não vão inviabilizar o processo.

Nada impede que a IBM faça pressão e consiga entrar no grupo. Em 2018, quando foi eliminada da disputa junto com a Oracle, Google e outros players, a IBM protestou.

Se vai funcionar ou não, é outra história.

Veja também

TROMBONE
CIOs da UE fazem pressão contra Oracle e Microsoft

Entidades enviam carta para o parlamento europeu reclamando de práticas de licenciamento.

NUVEM
Cielo escolhe AWS

Gigante de nuvem fecha novo grande nome, depois de levar o Itaú.

PRATELEIRAS
Asun migra ERP para nuvem da Oracle

Migração do Consinco foi feita com consultoria da Sky.One.

PORRADA
Azure aguenta super DDoS

De acordo com a Microsoft, foi o maior ataque do tipo já registrado na nuvem da empresa.

CONTROLE
Havan monitora rede com Datadog

Projeto foi implementado pela Econocom e envolve todas aplicações da varejista.

OPÇÃO
Salesforce na nuvem da AWS no Brasil

Clientes da gigante de CRM poderão usar a nuvem pública a partir de dezembro.