Tondo fabrica quase 2 mil toneladas de biscoito por mês. Foto: Mario Franzem / divulgação

A Tondo, empresa gaúcha conhecida pelos produtos alimentícios da marca Orquídea, implementou um sistema de execução de manufatura (MES, na sigla em inglês) da Sequor.

As soluções Weblumen MES serão implementadas com o objetivo de planejar, executar e controlar as três fábricas da empresa, localizadas no município de Farroupilha, na Serra Gaúcha.

A primeira etapa contemplará a produção das linhas de biscoito e massas e a área de moinhos. 

A meta é implantar a transformação digital no chão de fábrica, monitorando a produção mensal de 36 mil toneladas de farinha, 6,5 mil toneladas de massas e 1,8 mil toneladas de biscoitos. 

O projeto prevê ganhos em diferentes etapas, como redução dos índices de perda de embalagens, diminuição do tempo de parada da produção e melhora nos índices de desperdício de materiais, entre outros.

A solução está baseada dentro dos conceitos da ISA 95, o que permitirá uma evolução para atender aos demais pilares da manufatura: logística, qualidade e manutenção.

Com 63 anos de mercado, a Tondo tem uma das maiores capacidades de moagem de trigo da região sul: 36 mil toneladas por mês, atendendo grandes empresas. 

A Sequor é sediada em Porto Alegre especializada em software para a indústria, com soluções para chão de fábrica, como MES e LES, além do Lumen, uma plataforma para desenvolvimento de Internet das Coisas.

Desde a sua criação, em 2005, a Sequor visa inovar na área de software para gestão industrial.

No início de 2018, deu um salto com a venda de 51% da empresa para a gigante SNEF, multinacional francesa com atuação nos setores de energia, processos industriais, telecomunicações e tecnologia da informação.

No mesmo ano, a companhia lançou a Lumen, plataforma para desenvolvimento de Internet das Coisas. O investimento no projeto de indústria 4.0 foi de US$ 2 milhões e, em 2019, a empresa captou outros US$ 3 milhões junto à Finep.

O grupo SNEF, com sede em Marselha e mais de 12 mil funcionários distribuídos em 30 países, alcançou faturamento global superior a € 1,4 bilhão no ano passado.

No Brasil, a SNEF está presente em 60 cidades com mil colaboradores. A presença da companhia no país foi impulsionada em 2010, com a aquisição da empresa mineira Energ Power.

Os mais de 500 projetos desenvolvidos geraram uma receita líquida anual de R$ 300 milhões.