Surface Windows 8 Pro. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira a data de lançamento oficial de seu tablet Surface Windows 8 Pro. O dispositivo, versão mais completa do Surface RT, chegará às lojas no dia 9 de fevereiro, com preços a partir de 900 dólares.

O aparelho conta com um processador Intel i5, tela de 10,6" com resolução de 1920 X 1080 pixels (full HD) e estará disponível em versões com capacidade de armazenamento com 64 ou 128 GB.

Está incluído no preço a type cover, uma capa protetora que também funciona como uma teclado mecânico, tornando o tablet uma espécie de notebook. Uma caneta também está inclusa.

O tablet Surface Pro pesa 900g e possui memória RAM de 4GB, câmeras frontal e traseira, uma porta USB 3.0, um slot para cartões micro SDXC e uma porta mini-DisplayPort.

O dispotivo possui uma bateria com autonomia de aproximadamente cinco horas, metade do tempo que dura a carga do Surface RT.

A explicação é o poder de processamento, já que o mais poderoso chip i5 que consome mais energia que o Nvidia Tegra 3 do modelo RT.

Conforme destaca o IDGNow, o tablet será vendido inicialmente nos EUA, através das lojas próprias e site da Microsoft. As redes Best Buy e Staples, assim como algumas revendas no Canadá também oferecerão o produto.

MAIS PODEROSO

Diferentemente do foco mais casual do Surface RT, lançado em novembro e que já vendeu cerca de 1 milhão de unidades, o Windows 8 Pro foi criado para processadores baseados na arquitetura x86, produzidos pela Intel e AMD.

O Surface RT foi desenvolvido pensando na experiência típica de uso de um tablet, enquanto o Surface Windows 8 Pro tem funcionalidades de um notebook, podendo rodar o Windows 8 completo - o Windows RT do Surface é uma versão limitada do sistema operacional.

Com isso, o novo tablet é capaz de rodar praticamente quaisquer programas escritos para versões anteriores do sistema.

“O Surface Windows 8 Pro dá o poder e desempenho de um notebook em um aparelho com o tamanho de um tablet, e rodará todos os novos aplicativos escritos para o Windows 8, bem como os já existentes escritos para o Windows 7 ou versões anteriores”, disse Panos Panay, gerente geral do Microsoft Surface, em um post em um blog da empresa.