RANKING

Bolsonaro: o mais ineficaz contra o coronavírus no mundo?

23/03/2020 08:00

Opinião é do CEO da consultoria de risco político Eurasia Group, Ian Bremmer.

Bolsonaro: a máscara não adiantou. Foto: Carolina Antunes/PR

Tamanho da fonte: -A+A

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro é o líder mundial mais mais ineficaz na resposta ao coronavírus até agora.

Pelo menos, é o que pensa o presidente da consultoria de risco político Eurasia Group, Ian Bremmer, que fez um comentário sobre o tema no Twitter.

"Há muita competição, mas o líder mundial mais ineficaz em responder ao coronavírus é Jair Bolsonaro", aponta Bremmer. "Nesse final de semana ele criticou governadores por tomarem medidas de quarentena. Vai afetar seriamente o seu mandato", conclui Brenner. 

Ao longo da última semana, Bolsonaro criticou diversas vezes as ações de governadores que determinaram medidas de isolamento nos estados.

No sábado, 21, em entrevista à CNN, o mandatário chamou Doria de '"lunático" e afirmou que ele e outros governadores - como os do Rio de Janeiro, Bahia, Piauí e Distrito Federal - têm tomado medidas que "extrapolam" e criam um clima de "terror" junto à população. 

Na sequência, Bremmer salientou que o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, também "está lá em cima". "(Ele está em) negação completa sobre o coronavírus. Ainda falando de austeridade, nenhuma ação do governo", citou.

A Eurasia Group é tida como uma das maiores consultorias de risco político em todo mundo.

A empresa tem escritórios em sete cidades no mundo, incluindo São Paulo.

Apesar de tudo, é possível dizer que a Eurasia Group também dormiu no ponto na questão coronavírus, dentro da sua área específica de atuação.

A empresa publica um relatório dos 10 maiores riscos do ano, sempre em janeiro.

Na edição de 2020, os destaques foram as relações tensas dos Estados Unidos com Irã e China.

Em março, pela primeira vez na história, a consultoria fez um update no relatório para incluir a pandemia do coronavírus.

Veja também

PANDEMIA
Algar Tech manda metade do time para casa

Empresa vai diminuir concentração no contact center como medida de segurança.

SITUAÇÃO
Vem aí uma rebelião nos call centers?

Protestos estão pipocando em todo país em meio ao medo do coronavírus.

CORONAVÍRUS
Startups se comprometem em peso com home office

672 assinaturas de CEOs em manifesto com medidas para controlar a pandemia.

INDÚSTRIA
Marcopolo e Randon suspendem produção

Fabricantes de veículos de grande porte vão entrar em férias coletivas por conta do coronavírus.

CORONAVÍRUS
Sequor: todos em home office

Empresa sediada em Canoas mandou funcionários para casa.

MERCADO
Linx prepara investidores para perdas

Efeitos negativos do coronavírus sobre o varejo devem ter consequências na empresa.

INDÚSTRIA
Montadoras paralisam produção no Brasil

GM, Mercedes-Benz e Volkswagen devem colocar cerca de 50 mil em férias coletivas.

CRISE
Compasso: 100% para casa “em breve”

Companhia do UOL quer todos os 1,5 mil  funcionários em home office.

E-COMMERCE
Amazon suspende envio de produtos não essenciais

Em seus armazéns, empresa vai priorizar mercadorias relacionadas à pandemia de coronavírus.

SAÚDE
Diretoria da Oi testa negativo para Covid-19

Grupo fez quarentena preventiva após ter contato com executivo estrangeiro infectado.

MEDIDAS
Stefanini: home office para perfis de risco

Vão trabalhar em casa maiores de 60, gestantes, ou pessoas com sintomas.