RENOVADO

T-Systems reestrutura comercial no Brasil

23/04/2012 14:21

A T-Systems está reestruturando sua área de vendas no Brasil, a começar por um novo diretor.

Marcelo Fraile é o novo vice-presidente de vendas da companhia, que agora passa a gerenciar vendas de Soluções Systems Integration (Aplicativos) e Vendas ICT (Infraestrutura), operações integradas na reestruturação.

Tamanho da fonte: -A+A

A T-Systems está reestruturando sua área de vendas no Brasil, a começar por um novo diretor.

Marcelo Fraile é o novo vice-presidente de vendas da companhia, que agora passa a gerenciar vendas de Soluções Systems Integration (Aplicativos) e Vendas ICT (Infraestrutura), operações integradas na reestruturação.

O executivo ingressou na companhia há oito meses para mapear e buscar novos mercados. Antes de chegar à T-Systems, Fraile era sócio e vice-presidente da Complex, consultora de SAP.

Em menos de um ano na T-Systems, Fraile conquistou clientes e “gerou resultados significativos”, o que contribui para a expansão do escopo de trabalho sob sua gestão, segundo a empresa.

No período, um dos negócios fechados foi o acordo de sete anos com a British American Tobacco (BAT), avaliado em US$ 210 milhões, que inclui a participação da subsidiária brasileira na atuação do cliente na América do Sul.

Como parte do acordo, a T-Systems consolidará os atuais 10 data centers internacionais da BAT em três data centers globais – na Europa, Ásia e América do Sul.

Com mais de 200 marcas em seu portfólio, vendidas em cerca de 180 mercados em todo o mundo, a BAT possui 45 fábricas de cigarros e emprega mais de 60.000 pessoas.

No novo cargo, Fraile será também responsável pelo mercado da América Latina.

Ele desenvolverá  novos negócios nos setores de finanças/seguros, serviços, utilities, varejo, saúde, logística, com destaque para soluções de inovação com smart metering, gestão e operação de estádios, gestão e operação de aeroportos.

No ano passado, a empresa teve receita líquida de US$ 12,17 bilhões, alta de 2,1% sobre o ano anterior. Em relação ao Ebitda, houve um recuo de 8%, para US$ 1,15 bilhão.

Em outubro do ano passado, a empresa fechou sua operação em Porto Alegre, conforme revelado por reportagem do Baguete Diário.

A decisão foi motivada pelo cancelamento do contrato com a ADP Brasil, filial brasileira da gigante de processamento de folha de pagamento americana ADP, o único cliente atendido pela filial na capital gaúcha.

As informações são de fontes de mercado ouvidas pelo Baguete Diário e foram confirmadas por e-mail à reportagem pelo presidente da T-Systems do Brasil, Dominik Maurer.

Veja também

Grupo Delga fecha contrato com T-Systems

O Grupo Delga, empresa de estamparia sediada em Diadema, São Paulo, contratou a  T-Systems para hospedar em uma cloud privada seu ambientes SAP, nota fiscal eletrônica e EDI.

O contrato assinado tem duração de 60 meses e não teve seu valor divulgado.

T-Systems: alta geral 1,5% e de 11% no Brasil

A T-Systems, empresa de TIC do grupo Deutsche Telekom, obteve receita líquida de € 2,3 bilhões no primeiro semestre de 2011, crescimento de 1,5% sobre o mesmo período do ano anterior.

As operações da companhia fora da Alemanha cresceram 3,1%.

No Brasil, a alta foi de 11% sobre os primeiros seis meses do ano passado.

T-Systems fecha em Porto Alegre

A T-Systems, multinacional alemã com faturamento de  R$ 336 milhões no Brasil em 2010, fechou sua operação em Porto Alegre há pelo menos duas semanas.

T-Systems virtualiza SAP da Dicico

A T-Systems, firmou contrato com a rede varejista para construção Dicico, atuando no processamento e no armazenamento de dados da empresa por sessenta meses.

O contrato contempla serviços de hospedagem do ambiente SAP no modelo cloud computing privado.

A Dicico espera uma redução com os custos da TI de até 30% com o modelo Dynamic Services, que possibilita a criação de servidores virtuais com capacidades flexíveis e integração com SAP.

T-Systems: Furukawa em Tamboré

A T-Systems optou pela Furukawa como provedor de infraestrutura de redes para seu novo data center no Brasil.

Localizada em Tamboré, em São Paulo, o local está em fase de expansão em um projeto que só na primeira fase vai consumir investimento em torno de R$ 50 milhões.

O complexo será integrado, até 2013, com outros três centros de processamento de dados da companhia - dois localizados em São Bernardo do Campo e um na capital paulista.

T-Systems leva 15 autoridades para a Alemanha

A T-Systems vai levar 15 representantes de empresas de serviços públicos brasileiros e autoridades para a cidade alemã de Friedrichshafen em setembro.

Sonda IT é 1o Tier III em operação na AL

A Sonda IT anuncia a abertura do que define como o único data center com certificação Tier III em operação na América Latina.

A empresa já detinha o certificado, concedido pela entidade alemã TÜV Rheinland, desde a aprovação de seu data center, localizado em Tamboré.

Agora, porém, recebe a segunda certificação, que assegura o funcionamento de tudo o que foi inicialmente previsto em projeto.

T-Systems quer R$ 10 mi com saúde no BR

A alemã T-Systems está de olho na saúde brasileira.

Segundo o jornal Valor Econômico, a empresa desenvolve um pacote de serviços específico para o mercado brasileiro de saúde, com foco inicial em grandes hospitais e clínicas da rede privada.

O pacote em questão já é adotado em mais de 270 instituições no mercado europeu.

Brasbunker tem outsourcing T-Systems

A Brasbunker, empresa brasileira especializada nos setores de transporte marítimo, logística offshore e proteção ambiental, adotou uma solução de outsourcing de processamento e hospedagem de dados da T-Systems.

O contrato, de quatro anos, foi fechado no valor de R$ 2,7 milhões.

Está prevista a criação de ambientes SAP no modelo cloud computing privado por meio da plataforma AppCom (Appliance Computing), solução desenvolvida pela T-Systems Dynamic Services.