A Vale Saúde Sempre recebeu um aporte de R$ 2,1 milhões. Foto: Divulgação.

A Vale Saúde Sempre, empresa de meios de pagamento eletrônico responsável por credenciamento, captura, transmissão, processamento e liquidação financeira de transações com cartões de débito pré-pagos no segmento da saúde, recebeu um aporte de R$ 2,1 milhões.

O investimento foi feito por integrantes da HBS Alumni Angels of Brazil, entidade formada por mais de 130 ex-alunos de Harvard.

Com os recursos, a empresa buscará ampliar sua atuação no território nacional.  

A meta para 2018 é desenvolver redes de aceitação em todas as 17 cidades brasileiras com mais de 1 milhão de habitantes. O próximo passo será expandir este atendimento para todos os municípios com mais de 100 mil habitantes.

“A solução ataca de forma simples e eficiente um dos principais problemas sociais do Brasil e beneficia de forma prática a população de baixa renda”, diz Eduardo Brigagão, CEO da Vale Saúde Sempre.

O executivo detalha que uma consulta médica, que custaria em média R$ 250 no atendimento particular, pode sair por R$ 60 com o cartão da empresa.

Magnus Arantes, presidente da HBS Almuni Angels of Brazil, explica que a associação avaliou o Vale Saúde Sempre como uma solução capaz de oferecer respostas a este desafio, unindo o impacto social positivo a uma operação saudável do ponto de vista financeiro. 

“O projeto estruturado de forma consistente aliado à experiência e capacidade da equipe do Vale Saúde Sempre nos dão a segurança de participar de uma iniciativa que não terá somente sucesso econômico, mas principalmente provocará um grande impacto positivo na qualidade de vida dos brasileiros”, explica Magnus.

Para usar o cartão Vale Saúde Sempre os clientes pagam R$ 28,90 por mê. Com apenas um cartão, toda a família pode ser atendida. Entre as clínicas e laboratórios disponíveis estão A+, do Grupo Fleury, e a AFIP (Brasil Medicina Ocupacional).