USINAGEM

Pedro II seleciona profissionais com Speck

23/07/2021 11:58

Plataforma foi criada pela mineira Kukac com base na tecnologia IBM Watson.

Alexandre G Scarlassara, diretor da Pedro II. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Pedro II, paulista especializada em soluções em usinagem, adotou a plataforma Speck, criada pela mineira Kukac com base na tecnologia IBM Watson, para selecionar operadores de máquinas de Comando Numérico Computadorizado (CNC).

Atualmente, o Speck está presente no Mundo Senai, por meio do Contrate-me, plataforma de empregabilidade da instituição, e a Pedro II realizou o cadastro na ferramenta ao participar de uma feira de talentos.

A indústria cadastrou, então, suas vagas de interesse, preenchendo as características técnicas e socioemocionais necessárias. 

“Na Feira de Talentos do Contrate-me, nós utilizamos a plataforma e tivemos o prazer de conhecer uma nova forma de contratação muito eficiente, que possibilita uma análise curricular e socioemocional dos candidatos em apenas alguns minutos”, conta Alexandre G Scarlassara, diretor da Pedro II.

Na prática, a Speck faz uma avaliação socioemocional e cognitiva das pessoas, que pode ser a partir de uma redação, texto ou informações que a própria pessoa submete na plataforma.

Baseada na inteligência artificial do IBM Watson para ler e interpretar os dados e, assim, traçar um perfil, ela identifica traços de personalidade, anseios, necessidades e potencialidades do indivíduo.

Dessa forma, a solução destacou pontos positivos e negativos de cada candidato, ranqueando os perfis mais adequados às oportunidades da Pedro II.

No caso do operador de máquinas CNC, as competências específicas necessárias são a capacidade de realizar movimentos simultâneos, de agir e reagir rapidamente, raciocínio lógico e uma boa coordenação motora. 

“O que mais chama atenção na metodologia é a classificação de cada candidato com um relatório completo do aspecto socioemocional e também uma pontuação curricular, assim possibilitando uma eficiência na avaliação dos candidatos e uma contratação mais assertiva”, destaca Scarlassara.

Anteriormente, o perfil do candidato na Pedro II era realizado por meio da avaliação de currículos, por cursos obtidos e experiência do candidato. Agora, o executivo ressalta que a análise tornou-se indispensável e a plataforma chegou para ficar.

“Foi a primeira vez que utilizamos uma ferramenta especializada para contratação de colaboradores e ficamos muito satisfeitos pelos candidatos ranqueados e pelas informações que o perfil socioemocional do Speck entrega”, afirma o diretor.

Agora, toda vez que a companhia recebe um currículo de um candidato, solicita que o mesmo preencha diretamente na plataforma — o que economiza tempo nos processos de contratação.

Fundada em 1985, a Pedro II tem sede em Pederneiras, localizada a 320 km de São Paulo, e conta com cerca de 30 funcionários. A grande maioria é formada por operadores de máquinas, tanto as convencionais, quanto as CNC. 

Entre os seus serviços, estão a fabricação de peças e a manutenção de equipamentos, que atendem aos mais diversos setores da indústria extrativa e da indústria de transformação. 

Já a Kukac foi criada em 2016 e, três anos depois, teve a Speck premiada pela IBM como uma das melhores soluções de inteligência artificial ligadas à sua plataforma Watson.

Veja também

SELEÇÃO
Cisco analisa candidatos com Speck

Plataforma foi criada pela mineira Kukac com base na tecnologia IBM Watson.

FORMAÇÃO
VTEX quer puxar 10 mil programadores para o e-commerce

A companhia está com inscrições abertas para a segunda edição do programa Hiring Coders.

INOVAÇÃO
Banco Carrefour cria incubadora para funcionários

Ideia é incentivar que os colaboradores criem suas próprias startups para ser cliente delas.

CARGAS
CargOn: biometria para motoristas

Startup de logística aumenta segurança dos fretes com tecnologia da Microsoft.

RH
Amanco Wavin seleciona candidatos com Recrut.AI

A companhia ganhou 80% de produtividade em processos de recrutamento e seleção.

PROGRAMAÇÃO
Stone capacita mão de obra em Elixir

A fintech vai contratar 30 pessoas e formá-las durante um mês. Inscrições estão abertas.