FINTECHS

PicPay compra Guiabolso

23/07/2021 14:56

Em aposta no mercado de open banking, transação pode chegar a R$ 200 milhões.

Thiago Alvarez, fundador do Guiabolso. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A PicPay, plataforma de pagamentos com 55 milhões de usuários cadastrados, acaba de anunciar a aquisição da fintech Guiabolso, especializado na organização de finanças pessoais através do open banking.

A empresa não revelou o valor nem os termos da transação, mas, de acordo com o NeoFeed, o investimento ficou entre R$ 150 milhões e R$ 200 milhões, sendo a maior parte em dinheiro e o restante em ações da PicPay.

Fundada em 2012, a Guiabolso criou uma tecnologia que conecta contas bancárias dentro do seu aplicativo para o usuário planejar, categorizar e acompanhar seus ganhos e gastos. 

Além da organização de orçamentos, a plataforma oferece produtos financeiros por meio de bancos parceiros, de acordo com o perfil detalhado do usuário, além de permitir transferências instantâneas e gratuitas em tempo integral. 

Com parceiros como Creditas, BV, Digio, Icatu e Órama, a Guiabolso possui 6 milhões de usuários e já concedeu R$ 1 bilhão em crédito.

De acordo com o site Crunchbase, a plataforma já recebeu R$ 66 milhões em cinco rodadas de investimento, que contaram com a participação de gestoras como a sueca VEF e a americana Ribbit Capital.

Com a venda, todo o time de 200 pessoas da fintech, a maioria com atuação em tecnologia e dados, será integrado aos cerca de 3 mil colaboradores da PicPay e Thiago Alvarez, fundador da Guiabolso, se juntará ao time da PicPay como diretor responsável por open banking.

“O Guiabolso e o PicPay são líderes da transformação pela qual o sistema financeiro vem passando e agora, juntos, vão dar mais um passo na missão de melhorar a relação das pessoas com o dinheiro e revolucionar o sistema financeiro brasileiro”, afirma Alvarez.

Os aplicativos continuarão operando normalmente e de forma separada, mas devem ganhar novas funcionalidades e sinergias.

“A aquisição visa posicionar o PicPay como protagonista do open banking, além de acelerar a nossa operação de marketplace financeiro, que já conta com cartão, crédito pessoal e empréstimo entre pessoas”, destaca José Antonio Batista, CEO da PicPay.

Criada em 2012 por três empreendedores de Vitória, a PicPay foi a primeira empresa de tecnologia do país a oferecer o QR Code para pagamentos instantâneos. A fintech foi posteriormente adquirida pela J&F Participações, holding da família Batista. 

No ano passado, a companhia teve um volume de pagamentos (TPV, na sigla em inglês) de R$ 49 bilhões, uma receita líquida de R$ 389 milhões e um prejuízo líquido de R$ 803 milhões.

O crescimento da sua base de clientes tem sido substancial: em 2018, eram 10 milhões de usuários, número que saltou para 15 milhões no ano seguinte, 39 milhões no final de 2020 e 50 milhões em abril deste ano. O IPO deve sair em 2023.

Veja também

FINTECH
Celcoin recebe aporte de R$ 55 milhões

A rodada na plataforma de open finance contou com Sinqia, Vox Capital e BTG Pactual.

CANAIS
Oliveira, ex-Alcatel Lucent, está na WSO2

Executivo deve ampliar o time de parceiros da empresa do Sri Lanka na América Latina.

PLAYER
Totvs tem spin off financeiro com B3

Gigante de software uniu forças com Bolsa de Valores para criar nova empresa.

BANCOS
Topaz compra 60% da CRK

Braço financeiro da Stefanini adquire mais um reforço para o seu porfólio.

POR DENTRO
Google Cloud decola no Brasil

Operação de nuvem da gigante já tem cerca de 200 funcionários e um go to market.

APIs
Sicredi faz open banking com Sensedia

Cooperativa de crédito está adiantada em relação ao cronograma do Banco Central.