Silvia Costa, diretora da GA Agrosoluções. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A GA Agrosoluções, empresa mineira especializada em softwares de gestão para o agronegócio, adotou o Ellevo Next, sistema da Ellevo voltado ao atendimento a clientes.

Com cerca de 1,5 mil chamados mensais de clientes que nem sempre têm acesso a boas conexões de internet, a companhia precisava facilitar o atendimento e manter o registro dos chamados realizados de forma organizada, garantindo que fossem concluídos com celeridade.

Até a implantação do Ellevo Next, o atendimento era descentralizado, a maioria via Skype, e não havia uma fila única. A empresa possuía um sistema interno de controle dos atendimentos, mas os chamados eram abertos pelos atendentes.

Com a solução, agora os chamados ficam centralizados na plataforma SaaS. Os atendimentos são abertos pelo próprio cliente que, na sequência, pode ser atendido via Skype ou outra ferramenta de acordo com as suas necessidades específicas. 

Além disso, a ferramenta permite que cada funcionário registre sua jornada de trabalho e possa entender quanto tempo se dedica a cada cliente e quais são os principais problemas detectados. 

Segundo a GA Agrosoluções, a ferramenta melhorou a prestação dos serviços aos clientes. A companhia realizou um evento com eles para orientar quanto ao uso da ferramenta e não houve nenhuma rejeição inicial. 

“Após a implantação, fizemos uma pesquisa e os clientes mais estruturados estão gostando do Ellevo Next, alguns ainda estão se adaptando”, conta Silvia Costa,diretora da GA Agrosoluções.

Fundada em 1988, a GA Agrosoluções tem sede em Alfenas, Minas Gerais, e atua em mais de 850 fazendas, atendendo produtores rurais dos mais diversos segmentos, tamanhos e culturas. 

A Ellevo nasceu em 2006 e tem unidades de negócio em Santa Catarina e São Paulo, além de um escritório nos Estados Unidos. Através de sua plataforma, mais de 3 milhões de chamados são registrados todos os meses.

Entre os clientes da companhia, estão marcas como PwC, Estácio de Sá, Renault, BRF, Natura, Senior, Bunge, Compass/GRSA, Chilli Beans, Energisa, Sotreq e Banco Alfa.