ERP ÁGIL

GWE Added: SAP B1 com Scrum

24/01/2013 15:53

Empresa já fez 60 implementações de sistemas de gestão usando métodos ágeis na entrega.

Gustavo Padial. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A GWE Added, sediada em Campinas, tem usado uma abordagem pouco comum nos seus projetos de implementação do Business One, o software de gestão para pequenas e médias da SAP.

Ao todo, a empresa já entregou mais de 60 implementações nas quais usou uma metodologia baseada nas regras das metodologias ágeis de desenvolvimento de software.

O que pode parecer a primeira vista um contra senso, como técnicas de desenvolvimento na implementação de uma solução de caixinha? – ganha mais sentido quando se encara questão do ponto de vista da relação entre cliente e consultoria.

“No modelo tradicional, o cliente finge que sabe o que está comprando e a consultoria finge que vai entregar”, brinca o diretor executivo da GWE Added, Gustavo Padial.

Para o empresário, a fórmula de fechar o escopo completo de um projeto de ERP na venda e orientar todo o processo a uma grande entrega final é uma receita para gerar backlogs de funcionalidades não implantadas, que, no final, viram custos extras ou planilhas rodando em paralelo ao sistema.

No lugar da abordagem tradicional, a GWE Added divide a implementação em cinco entregas cada uma delas com prazos, orçamentos e pagamentos próprios. O que pode parecer uma complicação adicional é justamente o contrário, explica Padial.

“Nós começamos pelo módulo de contas. Se tudo sai no prazo, ok. Se não sai, vamos ver porque”, detalha Padial, afirmando que se o projeto não cumpriu prazos por culpa da consultoria, não são cobrados extras. Caso o problema tenha sido problema do cliente, ele paga o adicional.

Segundo Padial, o foco em entregas específicas com prazos curtos elimina a possibilidade de que o cliente acumule queixas e insatisfações não resolvidas expressas em reuniões com cada vez menos foco em resolução de problemas e mais em acusações mútuas.

“É uma abordagem psicológica também. Nela, o cliente tem que participar do projeto. A responsabilidade do sucesso não é todo da consultoria”, analisa o diretor executivo da GWE Added. “Noventa por cento dos projetos são entregues no prazo ou antes”, revela.

A experiência da GWE Added com metodologias ágeis vem do tempo em que a companhia prestava serviços de desenvolvimento para a Motorola. Convertida depois em um canal SAP, a empresa seguiu usando as técnicas herdadas.

Hoje, a empresa soma 120 clientes de Business One, a grande maioria deles em São Paulo. Metade da carteira é oriunda da Added, empresa que se fundiu com a GWE recentemente. É um número significativo, tendo em conta que a base de clientes do ERP no Brasil está na faixa dos 1,5 mil.

Veja também

MÉTODOS ÁGEIS
RBS: Scrum para acelerar projetos

Para Jorge Audy, scrum master de produtos digitais, unir as equipes e trabalhar intensamente para entregar as soluções de forma ágil contribuiu para o sucesso de projetos do grupo.

ERP NO E-COMMERCE
Girafa implanta SAP B1 para dobrar vendas

O Girafa, loja virtual de produtos eletroeletrônicos que projeta receita de R$ 60 milhões em 2012, aderiu ao SAP Business One, em uma implantação realizada em dois meses pela Quintec, empresa do Grupo Sonda IT.

Com volume atual de nove mil produtos vendidos por mês, a companhia aposta no controle gerado pelo ERP para atingir a meta de duplicar o número de vendas em 2013.

Interativa integra NF-e ao SAP B1 com GeneXus

A Interativa Informática, softwarehouse de São Paulo que mantém aliança com a uruguaia Artech na categoria Solution Partner GeneXus, criou o XML-Web, sistema criado sobre a plataforma GeneXus que integra soluções de NF-e ao SAP.

O software, que disponibiliza via web os arquivos XML gerados na emissão da nota eletrônica ao destinatário, surgiu do atendimento à demanda de um cliente, em meados de novembro de 2010.

PGQP usará SAP B1

A SAP vai doar licenças do software de gestão Business One para o Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade.

A novidade faz parte de um projeto de  cooperação técnica inédito para a multinacional alemã no país, assinado em Porto Alegre nesta terça-feira, 05, durante o 12º Congresso Internacional da Gestão.

“Queremos conhecer melhor os desafios das empresas gaúchas”, afirma Luís César Verdi, presidente da SAP Brasil.