OPORTUNIDADE

Oracle busca startups no Brasil

24/01/2017 16:40

Oracle quer ajudar startups a ascender. Foto: divulgação/Oracle.

Tamanho da fonte: -A+A

A Oracle incluiu São Paulo e outras seis cidades em todo o mundo no programa Startup Cloud Accelerator lançado na Índia em abril do ano passado.

Não foi divulgado um cronograma oficial, mas a seleção deve acontecer ainda em 2017. A companhia também não informou quantas startups devem ser selecionadas. Em Bangalore, onde o programa começou, foram cinco na primeira turma.

Além de São Paulo, entraram na expansão mais duas cidades indianas (Deli e Mumbai), duas na Europa (Bristol, na Inglaterra e Paris) e mais Cingapura e Tel Aviv. 

O programa de startups da Oracle oferece seis meses de orientação de especialistas técnicos e de negócios, um espaço de coworking dentro dos escritórios da empresa, acesso a clientes e parceiros, e, é claro, crédito para uso das 50 soluções na nuvem da Oracle.

Ao final do programa, será feito um dia de apresentações para potenciais investidores. Das estreantes no programa indiano, quatro das cinco receberam investimento.

A Oracle destaca que não pedirá participação acionária em troca da participação. As startups bem sucedidas podem receber mais dois anos de créditos para soluções Oracle.

“A nuvem está abrindo espaço para inovações incríveis em todos os aspectos dos negócios e em todos os setores. Queremos apoiar essa nova revolução tecnológica impulsionada pela nuvem", afirma Thomas Kurian, presidente da área de Desenvolvimento de Produtos da Oracle.  

A Oracle é mais uma empresa a escolher São Paulo como destino para um investimento de atração de startups.

A cidade já abriga iniciativas similares capitaneadas pelo Google, Telefônica e Itaú, para citar três das maiores.

De acordo com o O Global Startup Ecosystem Ranking 2015, realizado pela Compass, a cidade fica em  12ª colocação da lista global, sendo a única cidade latina no top 20.

Dados da  ABStartups (Associação Brasileira de Startups) divulgados em agosto de 2015 mostraram que a cidade abrigava 1 mil startups.

Na época, a cifra indicava que São Paulo concentrava 28% das startups do Brasil, um número 3 vezes maior do que o índice do segundo colocado - Minas Gerais - com 9%.

Veja também

APORTE
Nubank recebe aporte de US$ 80 mi

O investimento é o primeiro realizado pela DST Global no Brasil.

INOVAÇÃO
Algar investe no fundo BR Startups

O BR Startups conta com investidores como Microsoft, Banco Votorantim, Monsanto e Qualcomm. 

MOVIMENTAÇÃO
SC desponta como polo de Indústria 4.0

Com um setor de TI e industriais fortes, Santa Catarina está numa posição privilegiada no assunto.

INOVAÇÃO
Anprotec agrega aceleradoras

A entidade anunciou uma fusão com a associação brasileira de aceleradoras.

STARTUP
Goleiro de Aluguel: aporte via Shark Tank

O investimento de R$ 250 mil foi conquistado no programa Shark Tank Brasil, do canal Sony.

STARTUPS
Bossa Nova abre em Miami

A empresa realizou aportes em 16 startups dos Estados Unidos nos últimos 6 meses.

ENTIDADE
ABStartups tem nova diretoria

Amure Pinho, CEO do Blogo, se mantém no cargo de presidente da associação.

EDUCAÇÃO
Microsoft terá centro de inovação em Curitiba

 O espaço será localizado na instituição educacional Centro Europeu.

MULHERES
Sephora acelera startups

Projeto escolherá empreendedoras dos Estados Unidos, Canadá, México ou Brasil.