Responsáveis pelos doodles visitaram o Maracanã. Foto: Divulgação.

A Copa do Mundo trouxe os criadores dos famosos doodles do Google para o Brasil. A série de animações criadas para os dias de jogos estão sendo produzidas no país.

Esta é a primeira vez que os profissionais trabalham fora do seu escritório, na Califórnia, e em tempo real.

Ryan Germick, Matthew Cruickshank, Leon Hong e Sophie Diao se revezam durante os sete dias de trabalho por semana, segundo informações do Meio&Mensagem.

Segundo Germick, o maior desafio é o tempo. 

Normalmente, os profissionais têm de três a seis meses para planejar os doodles. Para a Copa, esse tempo foi reduzido à média de duas a seis horas. 

Para auxiliar nesse processo, a sede do Google no Brasil instalou um laboratório feito especialmente para os doodlers. A sala é toda decorada com o tema do evento.

Segundo a Exame, o espaço conta com cartazes de seleções da Copa do Mundo, um par de chuteiras, outro de luvas de goleiro, uma camisa da seleção brasileira enquadrada, um troféu, livros, discos de vinil, uma vitrola retrô, bandeiras de diversos países, desenhos feitos por eles durante as viagens pelo Brasil e uma janelona com vista para a Faria Lima.

Três televisões na parede mostram tudo que for relacionado à Copa do Mundo. Uma passa os jogos ao vivo, outra mostra imagens publicadas em redes sociais por pessoas influentes (como jogadores de futebol) e a última exibe os assuntos em alta na internet em tempo real. Tudo isso para que eles não percam um momento que possa dar uma centelha de criatividade.

Os métodos de trabalho variam entre cada um. Entre esboços no papel ou em programas de computador como Illustrator ou Photoshop, os designers buscam ideias em podcasts de futebol ou mesmo música brasileira. “Conheci Tim Maia e gostei muito”, conta Germick, líder da equipe. Na pilha de discos de vinil da equipe ainda estão nomes como Chico Buarque e Jorgen Ben.

Germick afirma que ele e os colegas enfrentam novos desafios diariamente com o novo projeto, mas que estão muito animados com essa experiência única de ter contato direto com os torcedores. 

Depois de assistir aos jogos, conhecer São Paulo e Rio de Janeiro, e acompanhar os assuntos mais comentados nas redes, eles utilizam toda sua inspiração para criar o que Germick chama de “pequeno presente aos usuários, uma forma divertida de a empresa agradecer as pessoas por utilizarem o Google”.

Os trabalhos da Copa podem ser vistos na página de doodles.