Mirian Rodrigues, nova diretora de TI da GSK Brasil. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A GlaxoSmithKline (GSK), farmacêutica multinacional britânica, anunciou a contratação de Mirian Rodrigues como nova diretora de TI da companhia no Brasil.

Rodrigues vem da Essilor, onde era CIO para a América Latina desde o início de 2019. Anteriormente, foi vice-presidente de tecnologia para o Brasil e América Espanhola na Pearson. 

Ao longo de 20 anos de carreira, também passou pelas empresas Louis Dreyfus Commodities, Time For Fun, Ambev e IBM — sempre em cargos de liderança.

A executiva é graduada em análise de sistemas pela PUC Campinas, pós-graduada em Digital Business pela Columbia Business School e está cursando uma pós em neurociência pela PUCRS.

Rodrigues chega à GSK com o desafio de integrar as plataformas da empresa, conectar e engajar cada vez mais o cliente, desenvolver novos modelos de negócio e apresentar soluções disruptivas.

"O que me atraiu na GSK foi a forma como a empresa está presente na vida das pessoas, a vontade de explorar a área buscando soluções e pensamentos inovadores, abrindo espaço para usar a transformação digital como ferramenta de gestão, além de criar um diferencial para a companhia", afirma a nova diretora.

Fundada em 1830, a GSK tem sede em Londres e atua na pesquisa, desenvolvimento e manufatura de medicamentos, vacinas e outros produtos voltados à saúde. Entre as suas marcas, estão Sensodyne, Eno, Corega, Sonrisal, Fisiogel, CataflamPro, Advil e Centrum.

No Brasil, está presente desde 1908 e conta com uma fábrica, um centro de distribuição e a sede no estado do Rio de Janeiro. Hoje, 49% dos cargos de liderança da GSK Brasil são ocupados por mulheres, que já representam a maioria (51%) no quadro geral de funcionários.