CLOUD

Alibaba investe para competir com AWS

24/07/2015 09:20

Aliyun quer rivalizar com AWS. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O gigante chinês Alibaba está investindo na ampliação de sua base global de data centers para rivalizar no mercado de cloud com a toda poderosa Amazon Web Services.

Segundo destaca o Business Insider, a parte de centro de dados ainda ocupa uma pequena fração dentro dos negócios da companhia chensa, mas a empresa está escalando seu investimento nos próximos 18 meses.

Nos planos da Aliyun, divisão do Alibaba dedicada à nuvem, novos data centers devem ser inaugurados em países asiáticos como Índia e Japão, mas o plano da empresa é abrir unidades no Oriente Médio e Europa. Os valores que serão investidos não foram divulgados.

De acordo com o presidente da Aliyun, Simon Ju, os negócios de computação em nuvem serão componentes importantes dentro da estratégia do Alibaba nos próximos anos.

"Queremos nos igualar com a Amazon ou até mesmo ultrapassar ela num prazo de três a quatro anos", afirmou o executivo.

A rede de clientes cloud do Aliyun reúne aproximadamente 200 nomes, mas o plano da companhia é ampliar essa base para mais de 2 mil clientes até 2018, de acordo com Hu.

O desafio do Alibaba será grande. Líder do segmento de nuvem, a AWS faturou cerca de US$ 1,57 bilhão no primeiro trimestre de 2015. A estimativa de analistas para a receita anual da empresa é de US$ 6 bilhões.

Para fins de comparação, a divisão de cloud do Alibaba faturou tímidos US$ 63 milhões no primeiro trimestre de 2015, mesmo registrando um crescimento de 82% sobre o mesmo período do ano anterior.

Outra manobra do Alibaba para levar seus serviços de cloud para mercados além da Ásia foi uma parceria fechada no mês passado com sete empresas do segmento de data center, incluindo nomes marcas como Intel, Equinix e PCCW.

Veja também

SE LIGA, AMAZON
Alibaba testa entregas com drones na China

Os movimentos dos EUA para restringir drones têm frustrado os planos da Amazon nessa área.

TENCENT E FOXCONN
Gigantes chinesas miram carros conectados

Criadora do WeChat e fabricante de produtos da Apple querem atacar o mercado de automóveis.

GEOLOCALIZAÇÃO
Yahoo mira compra do Foursquare

Segundo analistas, negócio está em andamento e pode chegar ao valor de US$ 900 milhões.

STREAMING
Alibaba vai lançar o Neflix da China

O serviço será chamado de TBO e oferecerá conteúdo da China e de outros países.