VENTURES

Tivit vai investir R$ 400 milhões em startups

24/11/2020 15:25

Valor deve ser destinado a aportes em até 10 empresas por ano nos próximos cinco anos.

Luiz Mattar, CEO e cofundador da Tivit. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Tivit, multinacional brasileira de soluções digitais, anunciou a criação da Tivit Ventures, seu braço de investimentos e aquisições, com R$ 400 milhões para aportes até 2025. 

Segundo a companhia, a meta é adquirir até 10 empresas por ano, com foco em startups de software como serviço (SaaS) que tenham soluções complementares ao seu portfólio e trajetórias de forte crescimento e escalabilidade.

"A Tivit Ventures é a consolidação da nossa visão de crescimento para os próximos cinco anos. Nesse período, além dos projetos orgânicos internos, buscaremos novas soluções inovadoras no ecossistema de startups", explica Eduardo Sodero, CSO da Tivit e responsável por estratégia e aquisições.

A Tivit Ventures vai incorporar a unidade de cibersegurança da Tivit, lançada em agosto deste ano, e a Stone Age, especializada em soluções de Analytics e Big Data, adquirida pela companhia em maio de 2019.

Dentro da Tivit Ventures, tanto as startups adquiridas como as nascidas na companhia terão autonomia em sua gestão, com suporte da investidora, e poderão ter executivos da Tivit em seus conselhos de administração.

"A Tivit nasceu com a inovação em seu DNA e está sempre em busca de novas avenidas de crescimento e na disseminação de uma cultura empreendedora. Essa foi a motivação para criarmos a Tivit Ventures, que nos permitirá agir nas transformações de um mercado cada vez mais dinâmico", destaca Luiz Mattar, CEO e cofundador da Tivit.

Com o braço de venture capital, o objetivo da companhia é acelerar e escalar ainda mais o processo de crescimento das áreas de nuvem e serviços digitais, que juntas avançaram mais de 15% em 2019 e devem passar dos 30% ainda em 2020.

Para isso, a Tivit seguirá combinando tecnologias emergentes e metodologias ágeis para criar produtos e soluções. O Tivit Labs, anunciado em outubro, centralizará em um novo escritório, em São Paulo, as equipes de desenvolvimento para atender às demandas dos clientes da empresa.

A área funcionará como uma incubadora de tecnologia com fomento à criação de startups que, quando maduras o suficiente, poderão ingressar na Tivit Ventures para levar essas tecnologias ao mercado.

Atuando há 20 anos, a Tivit conta com 6,4 mil funcionários e opera em dez países da América Latina com cinco linhas de negócios: digital business, cloud solutions, digital payments, tech platforms e cybersecurity.

Veja também

OPERAÇÕES
Tivit unifica ambiente de TI com BigPanda

Esse parece ser o primeiro contrato assinado por uma empresa brasileira com a startup americana.

EXCLUSIVO
Bittar, ex-Tivit, está na Accenture

Executivo assume o cargo de diretor de vendas da gigante de consultoria.

RUMOS
AWS, pronta para aceitar o multicloud?

Líder de mercado muda de postura e vai facilitar o uso de outras nuvens em conjunto com a sua.

LABS
Tivit investe R$ 20 milhões em hub de inovação

Projeto teve início em fevereiro e espaço físico deve ser inaugurado no final do ano.

NOVO NORMAL
Brasileiros: os mais estressados do mundo com home office

Horas extra de trabalho e preocupação com o coronavírus estão causando desgaste.

NOVO NORMAL
JP Morgan: home office foi ruim

Vantagens de trabalhar em casa pareciam uma unanimidade até agora.

MARINHO
Jogue seu data center no fundo do mar

Experimento da Microsoft mostra que servidores funcionam melhor debaixo d’água.

CADEIRAS
Marcelo Menta sai da Genesys

Executivo liderava empresa de soluções para contact center desde 2015.

CONTRATAÇÕES
Ex-Tecban é novo CIO da Avivatec

Com 26 anos de carreira, Geison Schlichting também atuou em empresas como Tivit e Dell.

CARREIRA
Fernando Bittar sai da Tivit

Executivo era CMO e diretor de alianças, tendo começado na empresa em 2000 como estagiário.