São Paulo quer wi-fi grátis com ajuda das operadoras. Foto: flickr.com/photos/N000@7

Representantes do poder público federal e de São Paulo e as empresas de telefonia móvel devem discutir em breve uma possível permuta entre investimentos em infraestrutura e a disponibilização de sinal wi-fi na capital paulista.

Segundo destaca a Agência Brasil, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, terão uma reunião com as operadoras na próxima semana, para discutir a implantação de infraestrutura de comunicação na cidade.

Em reunião com o ministro na última sexta-feira, 22, Haddad pediu apoio para a criação do serviço gratuito de wi-fi, para a população paulistana.

Com a iniciativa, a ideia é negociar o acréscimo do serviço aos investimentos que serão feitos em infraestrutura.

Para Bernardo, é possível juntar a proposta de wi-fi grátis com a expansão da rede, através de uma negociação com o setor.

O município entra com medidas como a mudança do plano diretor para liberar as operadoras em sua ampliação, e as operadoras contribuem com parte de sua estrutura para o serviço gratuito.

“Em vez de a prefeitura fazer isso [wi-fi gratuito] separadamente, gastar dinheiro para construir a infraestrutura, vamos fazer uma troca legítima no interesse público”, ressaltou.

Para a Copa do Mundo de 2014, São Paulo terá que ampliar sua estrutura de comunicações, disponibilizando inclusive a cobertura 4G, que ainda está engatinhando no país.

Segundo determinação da Anatel, as sedes da Copa do Mundo deverão contar com suas redes funcionando até o final deste ano. Para as sedes da Copa da Confederação - que São Paulo não participará - as redes tem que estar prontas em abril.