INVESTIMENTOS

Alex Szapiro deixa Amazon para atuar no Softbank

25/03/2021 10:04

Country manager da companhia vai para o fundo com atribuições no Brasil e na América Latina.

Alex Szapiro, novo operating partner do Softbank na América Latina. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Alex Szapiro, country manager da Amazon no Brasil, está deixando a companhia para atuar no Softbank, a partir do dia 13 de abril, como operating partner na América Latina e head do fundo no Brasil.

Szapiro comandava a Amazon no Brasil desde 2012 e, anteriormente, foi country manager da Apple por cinco anos, além de ter liderado a Palm no país. Em seus 28 anos de carreira, também passou pelas empresas Submarino, Motorola e Citi.

Segundo o site Brazil Journal, o executivo agora vai reportar a Marcelo Claure, COO do Softbank Group e CEO do Softbank Latin America, e será par de Paulo Passoni, Shu Nyatta e Carlos Medeiros, os outros sócios do fundo no país.

Como operating partner, Szapiro será o chefe do chamado operating group do Softbank na América Latina, que ajuda as companhias investidas — enquanto Passoni, Nyatta e Medeiros focam em encontrar as próximas empresas a receberem aportes. 

Na função de head de Brasil, Szapiro será o executivo mais sênior do grupo, com interface com os diversos stakeholders da companhia.

Segundo o site NeoFeed, é raro que um executivo com longa carreira nas principais empresas de tecnologia globais migre para um venture capital, sendo mais comum que empreendedores se tornem investidores depois de venderem suas empresas.

Um exemplo é Romero Rodrigues, fundador do Buscapé, que está na Redpoint eventures. Já Nicolas Szekasy e Hernan Kazah, do Mercado Livre, criaram o Kaszek. Marc Andreessen, fundador da Netscape, é um dos investidores mais influentes do Vale do Silício com a Andreessen Horowitz.

O Softbank é um gigante de telecomunicações e internet do Japão e anunciou seu Latin America Fund em março de 2019, com US$ 5 bilhões para investir na região ao longo de cinco anos.

Antes mesmo da abertura do fundo, já fez dois investimentos no Brasil: a 99, na qual fez um aporte de US$ 100 milhões em 2017, e a Loggi, onde liderou uma rodada de US$ 500 milhões em 2018.

No seu portfólio, ainda estão empresas como Creditas, Gympass, MadeiraMadeira, Kavac, Loft, QuintoAndar, VTEX e Rappi e Banco Inter.

Veja também

AQUISIÇÃO
UOL EdTech compra Passei Direto

Transação acontece após a companhia receber investimento do SoftBank Latin America.

EDTECH
Roberto Grosman assume operações da Descomplica

Executivo era CEO da agência Fbiz há mais de 12 anos e agora aposta no segmento da educação.

MÓVEIS
MadeiraMadeira integra pagamentos com DB1

Clientes agora podem fazer pagamento na loja física enquanto compram no e-commerce.

SORRIA
Drogaria Iguatemi aceita pagamento por face

Tecnologia de biometria facial é da startup Payface.

EDUCAÇÃO
Descomplica levanta R$ 450 milhões

É a maior rodada de investimento já feita em uma EdTech na América Latina.

CONTABILIDADE
Contabilizei recebe aporte do SoftBank

Kaszek, Point72, Quona e Banco Mundial (IFC) também participaram da rodada série C.

CONTRATAÇÃO
Ex-Capgemini é novo diretor da Gympass

Na startup, Raul Hara assumiu a área de vendas para o setor público brasileiro.

MÓVEIS
MadeiraMadeira é o novo unicórnio brasileiro

E-commerce curitibano foi avaliado em mais de US$ 1 bilhão em rodada série E antes do IPO.

BILIONÁRIA
Creditas é o novo unicórnio brasileiro

A fintech foi avaliada em US$ 1,75 bilhão em rodada série E liderada pelo LGT Lightstone.

AQUISIÇÃO
Hyundai compra Boston Dynamics por US$ 921 milhões

Sul-coreana ficará com 80% da empresa de robótica, com o SoftBank controlando o restante.