Copa no Brasil é campeã em tráfego de dados. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Oi divulgou alguns de seus números de atendimento durante os dez primeiros dias da Copa do Mundo, em que a operadora registrou tráfego de 32 terabytes de dados nas redes para equipes da Fifa e os cerca de 20 mil profissionais de mídia que cobrem o evento no país.

A marca supera o total de dados trafegados nas redes da copa de 2010 durante toda a competição, fazendo do evento no Brasil o mais conectado da história dos mundiais.

A companhia foi selecionada pela FIFA para fornecer conexão de internet e serviços corporativos de telecomunicações nos 12 estádios e locais de transmissão para os profissionais de mídia credenciados que fazem a cobertura de imprensa e noticiam a competição para todo o mundo, além de atender a própria FIFA em suas demandas de telecomunicações.

Fornecedora oficial dos serviços de telecomunicações do evento esportivo ao lado da Match IT, que gerencia a TI para a ocasião, a Oi destacou o uso de múltiplos dispositivos como o grande diferencial da Copa no Brasil.

Assim, durante os dez primeiros dias, 152 mil dispositivos se conectaram na rede wi-fi exclusiva para a mídia nos doze estádios do mundial.

A Oi também registrou expansão de tráfego na comparação com a Copa das Confederações, evento para o qual também forneceu serviços. Durante todos os 15 dias da competição realizada no Brasil no ano passado, o volume de dados trafegados na rede da companhia para a mídia foi de 7 terabytes.

A Copa também já supera em tráfego de dados outros grandes eventos esportivos internacionais. Nos 17 dias da Olimpíada de Inverno de Sochi (2014), o tráfego total foi de cerca de 34 terabytes.

“Com este recorde de Copa mais conectada, a Oi consolida sua experiência mundial como fornecedora de Telecom em grandes eventos, tanto esportivos”, afirma José Claudio Moreira Gonçalves, diretor de Operação Centralizada da Oi. No ano passado, por exemplo, a Oi foi responsável por serviços de conectividade em eventos de grande porte como o Rock in Rio.

Além de ser contratada para atender a FIFA e serviços para imprensa,  Oi conectou também Centros de Treinamento de diversas seleções mundiais, como os CTS da Alemanha, em Santa Cruz Cabrália, na Bahia; da seleção de Gana, em Maceió, e da seleção da Grécia, em Aracaju.

Nesses locais, a Oi fornece links de dados de alta capacidade que conectam os centros de imprensa montados para atender a imprensa que acompanhará os treinos.

No centro de treinamento de Portugal, em Campinas, a Oi desenhou uma ação especial e reforçou sua rede Oi WiFi, com a instalação de três novos hotspots wi-fi para atender o fluxo da delegação portuguesa e de jornalistas.

Os hotspots, com links de até 240 Mbps e capacidade para atender até 2 mil conexões simultâneas, foram instalados no Centro de Treinamento Ponte Preta, Estádio Moisés Lucarelli e Hotel The Palms.