COLABORAÇÃO

Yahoo! lança crowdsourcing no Brasil

25/07/2012 11:06

É o primeiro país de língua não inglesa a receber a plataforma, aberta a colaborações para páginas de notícias, entretenimento e outras.

Crowdfunding do Yahoo!, agora em português. Foto:Flickr.com/bk

Tamanho da fonte: -A+A

O Yahoo! anuncia no Brasil o lançamento de sua plataforma de crowdsourcing, a Yahoo! Rede de Contribuidores, no primeiro país de língua não-inglesa.

A rede já foi lançada nos Estados Unidos e a Inglaterra. No Brasil, conta inicialmente com 50 colaboradores convidados, entre blogueiros, formadores de opinião e especialistas de diversos temas.

Os colaboradores terão seus textos utilizados nas páginas do Yahoo! Notícias, Esportes, Entretenimento e Comportamento.

Todas as publicações receberão pagamento por desempenho, mas para algumas pautas será oferecido um valor fixo, além do número de visualizações, explica Rafael Alvez, gerente de conteúdo do Yahoo! Brasil.

“Textos que exigem mais pesquisa e tendem a ter menos visualizações, devido ao assunto, ganham um valor fixo maior”, destaca o gerente.

Conforme Alvez, os colaboradores selecionados são referências em suas áreas de atuação.

Ele explica que os textos publicados no portal terão um símbolo do Yahoo! Rede de Contribuidores no topo da página, além de trazer o nome do autor e um link para seu perfil pessoal, onde estarão disponíveis informações sobre ele.

As matérias passarão pela análise de editores do Yahoo! Brasil antes de serem publicadas.

Pessoas interessadas em participar do Yahoo! Rede de Contribuidores podem preencher um formulário no próprio portal.

Os candidatos precisam estar em dia com sua situação fiscal, ter um CPF válido e uma conta no PayPal, que pode ser criada de forma gratuita, para recebimento pelas publicações.

O Yahoo! já havia anunciado que traria sua plataforma de crowdsourcing para o Brasil.

“A intenção é dar ao usuário a oportunidade de falar sobre assuntos que conhece e gosta, diversificando as perspectivas sobre os assuntos, com olhares de especialistas”, explica Alvez. “A diferença é que os leitores saberão quem é o autor da informação, tendo acesso a seu perfil no Yahoo! e seu grau de especialidade sobre o tema”, completa.
 

Veja também

CARREIRA
Ex-Google assume como CEO do Yahoo

Executiva que foi a vigésima funcionária do Google troca uma empresa com faturamento de US$ 38 bilhões por uma com cuja movimentação é sete vezes menor, e está em dificuldades. Dá pra salvar?

JÁ ERA
Sai o presidente do Yahoo!

Scott Thompson sai da direção da empresa após escândalo entre os investidores envolvendo a sua formação acadêmica.

MAIS CORTES
Yahoo fecha 50 unidades de negócio

O CEO do Yahoo, Scott Thompson, irá enxugar a estrutura corporativa para realinhar a companhia e tentar retomar a lucratividade, começando por fechar 50 unidades de negócio. 

“O Yahoo tem feito muito, por muito tempo, mas poucas coisas foram executadas de maneira excelente”, justificou Thompson.

Cofundador Jerry Yang deixa o Yahoo

Jerry Yang, cofundador e ex-CEO do Yahoo deixou a empresa nessa terça-feira, 17.

A demissão de Yang, que também deixou seus postos executivos em empresas do grupo como Yahoo! Japão e Alibaba, coincide com um período de profunda crise e reestruturação da companhia.

MS, AOL e Yahoo unem publicidade

Yahoo, Microsoft e AOL estabeleceram uma parceria publicitária para tentar fazer frente ao domínio crescente do Google e do Facebook sobre o mercado de publicidade na web.

Juntas as companhias venderão espaço publicitário para banners nos sites umas das outas, a partir do começo do ano que vem.

Rik van der Kooi, vice-presidente do grupo de publicidade empresarial da Microsoft, caracterizou a parceria no comunicado como “uma maré que erguerá igualmente todos os barcos”.

ESPM: curso de crowdsourcing e crowdfunding

A ESPM-Sul promove o curso de férias “Crowdsourcing e Crowdfunding”, entre 16 e 25 de janeiro, das 19h às 22h30, na sede da instituição (Rua Guilherme Schell, 350), em Porto Alegre.

O curso “Crowdsourcing e Crowdfunding: novas economias em rede” desenvolverá conhecimentos sobre produção colaborativa e financiamento colaborativo, além de projetos de cidadania digital e tecnologia para inovação social.

ComeçaAki amplia proposta do crowdfunding

Empreendedores de Curitiba anunciam o lançamento de um novo site de crowdfunding.

Chamado de ComeçaAki, o site se diferencia de outras iniciativas na área, segundo os fundadores, por não exclusivamente em projetos de iniciativa cultural.

"Nós buscamos incentivos para atletas que não possuem patrocínio, estudantes que precisam de bolsas de estudo, músicos, empreendedores, ONGs, viagens de congressistas e outros", diz Bruno Barros, um dos idealizadores do projeto.

Incentivador: novo site de crowdfunding

Foi lançado na semana passada o site Incentivador.com, novo projeto de crowdfunding no Brasil.

Seguindo o modelo de financiamento coletivo, o portal exibe propostas de projetos que recebem colaborações financeiras dos internautas durante um período específico. A ideia é atingir uma meta mínima para o financiamento da proposta.

Catarse quer R$ 1,5 mi em crowdfunding

Faturar 15 vezes mais do que investiram, dentro de um ano, é a aposta dos sócios da starup de internet Catarse. Muita empolgação? É o que eles esperam por parte da sua principal fonte de renda: o público.

Seguindo o modelo de crowdfunding, ainda inédito no Brasil, o grupo espera financiar R$ 1,5 milhão em projetos em 2011, faturando 5% desse total.

YouCreate aposta no mkt com crowdsourcing

Alicerçada no conceito o crowdsourcing, foi lançada a YouCreate, agência colaborativa que busca oferecer soluções de marketing, propaganda e comunicação, colocando empresas em contato com profissionais dessas áreas.

Segundo os sócios, a economia de pode chegar a 90% em relação as alternativas tradicionais.

Zooppa busca o crowdsourcing brasileiro

A norte-americana Zooppa, companhia de internet que promove concursos entre usuários para criar anúncios remunerados para instituições, acaba de lançar operação no Brasil.

Segundo Renato Ciuchini, sócio-diretor comercial da Zooppa no país, a operação deve se tornar rentável já em 2011. Globalmente, a empresa espera dobrar seu faturamento este ano, graças ao aumento de demanda do chamado crowdsourcing advertisiting e a explosão do crescimento das redes sociais.