Andrés Navarro. Foto: divulgação

Andrés Navarro, fundador da Sonda, renunciou ao cargo de presidente do conselho da empresa que liderou por 39 anos.

Em sessão extraordinária realizada na quarta-feira, 24, entre os membros do conselho da companhia, com matriz em Santiago, no Chile, foi eleito como presidente Mario Pavón, que atuava no posto de vice-presidente até a data.

Já o posto deixado por Pavón vai para Pablo Navarro.

“A grandeza da Sonda baseia-se no que ela ensina, motiva e exige a seus colaboradores, não no que ela lhes proporciona. Já a grandeza de seus profissionais não se fundamenta no que eles recebem da empresa, mas sim no que eles a oferecem. Esse é nosso valor fundamental”, afirmou Andrés Navarro em sua carta de renúncia.

A Sonda atua em dez países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Costa Rica, México, Peru, Uruguai e Panamá.

A empresa é, segundo o IDC, a quarta maior corporação de TI presente na América Latina, concorrendo apenas com empresas globais.

A estrutura soma 62 escritórios e mais de 12 mil colaboradores, que atendem a cinco mil clientes. Já a capitalização passa dos US$ 3 bilhões.