Roberto Setúbal. Foto: Flickr.com/fiesp

Tamanho da fonte: -A+A

O Itaú vai investir R$ 10,4 bilhões em tecnologia até 2015, o que equivale a aproximadamente o triplo da média dos últimos anos e dos quais cerca de R$ 2,3 bilhões irão para um novo Centro de Processamento de Dados (CPD), que vem sendo construído desde março em Mogi Mirim.

O CPD vai concentrar o maior data center do banco e aumentar em dez vezes seu potencial de processamento, informa Exame.com.

Do total de investimento anunciado, o Itaú destinará R$ 2 bilhões para novos sistemas, tanto para o CDP de Mogi, quanto para os outros que a instituição já possui, além de redundar com o data center da capital paulista.

Com área de 800 mil metros quadrados, o novo centro foi desenhado sob conceitos de green IT e só em energia irá gerar economia na casa dos 40%, afirmou Roberto Setúbal, presidente do Itaú em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 25.

Ele também relata ganhos em segurança e eficiência que permitirão manter a filosofia de Itaú 30 Horas adotada pelo banco.

Conforme o presidente, há uma estimativa de gerar 700 novos empregos no CPD de Mogi Mirim, que será dividido em duas unidades interligadas, com possibilidade de operar independentemente em caso de falha.