Carlos Slim. Foto: flickr.com/photos/serbasembila.

A mexicana América Móvil, controladora da Claro, Net Serviços e Embratel no Brasil, registrou no país uma receita de R$ 8,4 bilhões no terceiro trimestre de 2013, crescendo 10,3% em relação ao que foi contabilizado no mesmo período no ano anterior.

O destaque foi a Claro, somando uma receita de R$ 3,3 bilhões impulsionada pelos serviços com dados móveis, que tiveram um aumento de 25,1%. A informação é do Mobile Time.

O faturamento de TV por assinatura teve um incremento de 22,2%, enquanto que a receita com banda larga fixa subiu 14%. Já em relação aos serviços de voz, houve uma queda tanto na plataforma móvel como na fixa.

O Ebitda do trimestre foi de R$ 1,9 bilhão, menos 0,7% em relação ao mesmo período do ano passado, e o equivalente a 22,3% das receitas.

A Claro adicionou 960 mil novos clientes à sua base no trimestre, chegando a um total de 67,4 milhões de clientes, com 53,5 milhões deles no pré-pago e 13,8 milhões no pós.

No intervalo, foram 164 mil novos assinantes pós-pagos, um aumento de 135,6% em comparação com o ano passado.

QUADRO GERAL

Conforme informações da Reuters, em seus resultados totais a América Móvil, que é comandada por Carlos Slim, o homem mais rico do mundo conforme a Forbes, teve uma queda em seu lucro líquido no terceiro trimestre.

A empresa informou que o lucro no período de julho a setembro caiu 46%, para US$ 1,25 bilhão de dólares. No mesmo período em 2012, o valor foi de US$ 2,36 bi.

Segundo dados do grupo, a região da América do Sul foi a que teve o melhor desempenho nas receitas da empresa nos últimos seis trimestres, com um aumento de 8,9%.