DEVO

Sinqia entra em recuperação de créditos

25/10/2021 04:08

Empresa faz mais uma aquisição, desta vez da QuiteJá, especializada em cobranças.

Devo, não nego, pago quando puder. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Sinqia, empresa de softwares para o setor financeiro, comprou 51% a QuiteJá, especializada em soluções para recuperação de créditos, por R$ 38,25 milhões.

O valor está dividido em duas partes iguais, uma delas em dinheiro e outra em ações da Sinqia. A empresa tem a opção de comprar os 49% restantes, por um valor vinculado aos resultados em 2024 e 2025.

Fundada em 2016 em Curitiba, a QuiteJá recuperou desde a sua fundação mais de R$ 555 milhões, realizou mais de 2 milhões de acordos, chegou ao marco de 4 milhões de boletos pagos e concedeu aproximadamente R$ 3,7 bilhões em descontos aos seus clientes pessoa física e jurídica.

A empresa registrou receita líquida de R$ 20,3 milhões e EBITDA de R$ 5,4 milhões nos doze meses encerrados em 30 de junho de 2021.

De acordo com nota da Sinqia, a empresa tem um alto nível de digitalização ao mesmo tempo em que o atendimento humano tem boas avaliações em sites de referência como o Reclame Aqui.

A plataforma seria usada por “alguns dos principais credores do Brasil” e tem um atrativo óbvio para boa parte da carteira de 500 clientes da Sinqia, um grupo que inclui bancos, financeiras, fintechs, FIDCs e administradoras de consórcio, entre outros.

Essa é a vigésima primeira aquisição da Sinqia desde 2005, quando a empresa ainda se chamava Senior Solution.

A lógica por trás das compras é sempre a mesma: posicionar a Sinqia como líder no segmento e criar oportunidades de cross sell e up sell na base de clientes combinada.

Até agora, a empresa já formou uma oferta com pilares focados em bancos, fundos, previdência e consórcios, além de outsourcing e consultoria.

A Sinqia fechou o ano passado com uma receita líquida de R$ 210 milhões, uma alta de 19,9% frente aos resultados de 2019.

Os indicadores positivos também são vistos no EBITDA ajustado de R$ 30,2 milhões, 43% a mais que em 2019. 

Dinheiro para seguir comprando a empresa tem: a Sinqia finalizou o ano com R$ 321,1 milhões em caixa. 

Veja também

CAIXA
Sinqia vai captar mais capital

Valor pode atingir até R$ 550 milhões. Empresa já fez 19 aquisições desde 2013.

ATENDIMENTO
RDC Férias: chatbot de cobrança com Zenvia

Antes, o processo de cobrança era feito por uma central de relacionamento com o cliente.

DEVO SIM
Accesstage aposta em fintech de cobrança

Startup quer cobrar dívidas com mínima interferência humana possível.

MAIS UMA
Sinqia compra negócio de BPO da Mercer

Gigante de RH vai vender sua operação focada em previdência privada.

FINTECH
Celcoin recebe aporte de R$ 55 milhões

A rodada na plataforma de open finance contou com Sinqia, Vox Capital e BTG Pactual.

BANCOS
Sinqia e Sensedia: acordo foca open banking

Sinqia tem software para setor financeiro, Sensedia faz gestão de APIs.