MIT põe fermento na inovação do Senai.

O Senai está reunindo um time de peso para apoiar a criação da sua rede de inovação.

A instituição anunciou nesta terça-feira, 26, um acordo com o Massachusetts Institute of Technology (MIT), no valor de US$ 180 mil anuais, visando intercâmbio, seminários e pesquisas conjuntas na elaboração dos projetos de implantação dos 23 Institutos de Inovação a serem criados pelo Senai.

O anúncio acontece dias após a divulgação de um acordo de consultoria de gestão no valor de R$ 3 milhões anuais com os alemães do Sociedade Fraunhofer, a maior organização de pesquisa aplicada da Europa, com orçamento de 1,8 bilhão de euros em 2011.

“Esta é uma parceria muito importante, porque o MIT tem atuação muito forte no desenvolvimento de tecnologias para empresas. Contaremos com a sua experiência para montar e qualificar os nossos projetos”, ressaltou o diretor de Tecnologia e Educação da CNI e diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi.

A implantação dos Institutos de Inovação é um programa com financiamento de R$ 1,5 bilhão do BNDES, mais R$ 400 milhões de recursos do Senai, visando a criação dos institutos, mas também de 38 Institutos Senai de Tecnologia, 53 centros de formação profissional e aquisição de 81 unidades móveis para atender a qualificação profissional onde ainda não há escolas do Senai.

A meta é aumentar a oferta de formação profissional, de serviços técnicos e tecnológicos e de pesquisas em inovação para a indústria.