Artur Felipe Wendling. Foto: divulgação.

A Kozma, clínica de diagnóstico por imagem com sede em Passo Fundo e filiais em Pato Branco, Erechim e Chapecó, revigorou sua área de infraestrutura para dar suporte à expansão dos negócios previstos para os próximos anos.

A companhia comprou novos servidores e storages e fez um projeto de virtualização com a Virtue IT, de Porto Alegre, ainda em 2012. Neste ano, começou um piloto para virtualizar os 220 desktops da empresa.

Com a nova infra, a empresa estará preparada para abrir unidades em Lagoa Vermelha, Balneário Camboriú e Francisco Beltrão até o segundo semestre de 2014.

“Além de apoiar a nossa expansão, a ideia é que a TI seja uma área mais apoiadora do negócio”, comenta Artur Felipe Wendling, ex-Quantiza.

Wendling esteve em Bento Gonçalves nesta sexta-feira, 21, participando do seminário Gestão de TI + Gestão de Mudanças Organizacionais: Estratégia para um Mundo Convergente, organizado pela Sucesu-RS.

O profissional destaca que uma estrutura poderosa armazenamento é importante para a Kozma que guarda nos seus bancos de dados 80 terabytes formados milhares dos seus exames, que vão desde procedimentos simples como um raio X até ressonâncias e tomografias computadorizadas.

“Guardamos os dados por prazo indefinido, é um valor que geramos para o cliente”, afirma Wendling. Agora, a meta é extrair inteligência dos dados armazenados dos pacientes, com a aquisição de um sistema que permita gerar avisos sobre a necessidade de check ups, por exemplo.

Outro plano orientado a melhorar o atendimento aos pacientes é uma integração do ERP MV Sistemas da Kozma com o sistema de gestão da Instituto do Ortopedia e Traumatologia, no qual a clínica de diagnóstico tem uma unidade dedicada.

Maurício Renner acompanhou o seminário Gestão de TI em um mundo convergente da Sucesu-RS a convite da entidade.