Produção chega a uma tonelada de hortaliças por mês em um galpão de 90 m². Foto: divulgação.

A Fazenda Cubo, que cultiva alimentos em um espaço urbano vertical, adotou o chatbot da Wavy Global, empresa de customer experience do Grupo Movile, para a venda de seus produtos utilizando o WhatsApp Business API.

Ao iniciar uma conversa com a empresa no aplicativo, o consumidor tem acesso a uma lista com todos os produtos disponíveis e seleciona aqueles que deseja comprar. 

Com a escolha feita, os itens são armazenados em um carrinho de compras virtual e o usuário finaliza o pedido realizando o pagamento.

Depois disso, a Fazenda Cubo recebe o pedido e faz a entrega das verduras solicitadas, inclusive lavadas, para o consumidor final.

Segundo a empresa de alimentos, foi preciso se adaptar ao novo cenário de pandemia e, com a Wavy, foi possível encontrar uma solução simples e fácil de implantar e de manejar. O modelo foi trabalhado em questão de dias, permitindo o contato com um novo público.

“Prezamos muito pelo atendimento pessoal e isso também é um dos nossos diferenciais. O projeto é uma forma de trabalhar e mesclar esse atendimento, mostrando que a tecnologia não substitui esse contato, mas sim o complementa”, afirma Paulo Bressiani, fundador e CEO da Fazenda Cubo.

Com o tipo de solução para vendas B2C, a Wavy tem o objetivo de atender a demanda de pequenas e médias empresas impactadas pela pandemia, uma vez que o atendimento via WhatsApp pode ser significativamente mais barato que um app ou um e-commerce via web.

“No WhatsApp, além de possibilitar a venda para um cliente, estamos ajudando a revolucionar o modelo de negócios da Fazenda Cubo, para que ela se restabeleça de maneira a sobreviver à nova conjuntura, consequente da crise e isolamento social”, pontua Filipi Neves, coordenador de produto da Wavy Global, empresa de customer experience do Grupo Movile.

A Fazenda Cubo tem capacidade para produzir uma tonelada de hortaliças por mês em um galpão de 90 m². Os produtos frescos são produzidos em ambiente controlado e sem o uso de agrotóxicos.

Paulo Bressiani, engenheiro ambiental pela Poli-USP e especialista em recursos hídricos pela Universidade de Lund, da Suécia, contou com investimento de R$ 700 mil para começar o negócio, incluindo a reforma do espaço, equipamentos e capital de giro.

Hoje a empresa tem mais de 200 clientes cadastrados para o serviço de entrega, além da loja física.

Com mais de 20 anos de mercado, a Wavy Global tem operação em seis países da América Latina, além do Brasil, com mais de três mil funcionários.

Utilizando canais como SMS, WhatsApp, Apple Business Chat, RCS e e-mail, está conectada a mais de 70 operadoras móveis e entrega mais de 1 bilhão de mensagens por mês.

Entre os seus clientes, estão Google, Avon, Natura, SBT, Bradesco e Amazon.