SEGUNDO TRIMESTRE

Grendene cresce 21,4% e fatura R$ 401 milhões

26/07/2013 12:04

Gisele Bündchen, garota propaganda da marca Ipanema, da Grendene. Foto: Adam Berry.

Tamanho da fonte: -A+A

A Grendene, fabricante de calçados com sede em Farroupilha, na Serra Gaúcha, teve lucro líquido de R$ 66,2 milhões no segundo trimestre de 2013, alta de 11,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

No período, a receita líquida foi de R$ 401,1 milhões, crescimento anual de 21,4%.

A receita financeira líquida caiu 48% em relação ao ano passado, fechando em R$ 19,1 milhões.

Conforme declarou ao Valor o diretor financeiro da Grendene, Francisco Schmitt, o pior desempenho financeiro ocorreu por três motivos: menor volume de caixa aplicado, recuo da rentabilidade das aplicações com a queda do juro médio e, principalmente, operações de hedge cambial.

Para o que resta de ano, a Grendene prevê manter uma expansão em torno de 20% sobre o segundo semestre de 2012.

De acordo com Schmitt, o ano promete dificuldades no cenário econômico internacional, devido a fatores como a alta do dólar, que inflaciona o preço da resina plástica, mas a meta é manter o crescimento, que deve chegar mesmo à área física, com a entrada em operação da nova fábrica da marca em Sobral, no Ceará, por volta de setembro ou outubro.

Dona das marcas Melissa, Ipanema e Rider, a Grendene produziu 40,6 milhões de pares de calçados no segundo trimestre deste ano, 23,9% a mais do que em igual período do ano passado.

Veja também

CONTROLE E PLANEJAMENTO
Grendene vai de NeoGrid em 700 PDVs

Fabricante de calçados com sede em Farroupilha implantou o VMI (Vendor Managed Inventory), da catarinense Neogrid, para controlar estoques e vendas em lojas. 

RENÚNCIA
Pedro Grendene substitui Cardoso na Vulcabras

Executivo sai por motivos pessoais, Grendene assume e empresa contrata assessoria.

Grendene migra para IBM Cognos 10.1

A Grendene, fabricante de calçados com sede em Farroupilha, acaba de migrar do BI IBM Cognos, da versão 8.4 para a release 10.1.

A atualização, comandada pela Meeting Strategic Solutions e FVG, parceiras da IBM no segmento de Business Analytics, foi feita em três dias e não impactou as atividades da companhia, garantiu Evandro Benedetti, da divisão da TI da companhia gaúch.

Grendene lucrou R$ 312 mi em 2010

A Grendene, fabricante de calçados com sede em Farroupilha, obteve em 2010 o melhor resultado de sua história, com lucro líquido de R$ 312,4 milhões, 15% a mais do que em 2009.

Conforme balanço divulgado nesta quinta-feira, 24, a receita líquida da companhia subiu 10,2% em relação ao ano anterior. A bruta, por sua vez, cresceu 9,9%

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 2010 aumentou 35,8%, chegando a R$ 240,5 milhões.

Grendene: crescimento de até 12% em 2013

A Grendene, empresa do setor calçadista, projeta um crescimento entre 8% e 12% para o faturamento do mercado interno em até 2013.

A companhia vai apostar em calçados com preços acessíveis e produtos licenciados para vender a crianças e à classe C, informa o Valor Econômico.

Além disso, espera acrescentar 300 milhões de pares anuais no mercado nacional, que hoje recebe 858 milhões de calçados.

Grendene também entra no 3D

A Grendene inicia nesta semana sua primeira campanha utilizando a tecnologia 3D.

A ação serve para divulgador o calçado infantil Papete do Homem Aranha. Ao comprar o produto, os consumidores receberão um óculos 3D para navegar em um hotsite da marca e quatro adesivos para visualização nesta dimensão, informa o site Proxxima.

O site conta ainda com games, downloads de wallpapers e emoticons.

Desenvolvida pela WMcCann, a campanha pode ser conferida no link relacionado abaixo.