Serão três linhas de pesquisa relacionadas ao marketing, gestão e estratégias. Foto: flickr.com/photos/pitile.

O Ministério da Educação (MEC), por meio da Capes, aprovou a criação do primeiro doutorado em Gestão Internacional do Brasil que será ministrado na ESPM.

"Estamos radiantes por recebermos o reconhecimento de um árduo trabalho de equipe, que foi coroado com esta aprovação na primeira submissão, sem contingências", conta Marcos Amatucci, pró-reitor de pesquisa e pós-graduação da ESPM.

Serão três linhas de pesquisa. Em Marketing Internacional, aspectos como a dimensão da gestão do marketing a partir da transferência de conhecimento em multinacionais, o comportamento do consumidor em diversos países, a construção da marca Brasil e seu reflexo em diversos setores serão focos de estudo.

Estratégia em Gestão Internacional abrange o planejamento de internacionalização das empresas e a estruturação de funções, o papel das subsidiárias e seu relacionamento com a matriz e as atividades como inovação e ações de sustentabilidade.

A linha em Gestão Internacional envolve as questões científicas da inovação por meio de sistemas nacionais, difusão pelos mercados, gestão no ambiente internacional, tecnológica, colaborativa e sustentável.

O programa teve conceito 4 e foi avaliado por professores de instituições como FGV-EAESP, UFC-CE, Fucape, UECE, UFRJ, Unisinos, UAM, Univali, UnB, UFRN, UFPB e UFSC.

A comissão destacou como vantagem da Escola a infraestrutura, proposta pedagógica e produção intelectual dos docentes. Além disso, a pontuação bibliográfica dos professores do programa foi de 348 pontos por professor do triênio 2010-2012, enquanto o mínimo exigido são 150 pontos.

De acordo com o site da instituição, 9.642 alunos estavam matriculados em cursos de graduação e pós-graduação em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre em 2012. Esse número representa um aumento de 3,5% em relação ao ano anterior.