O HCPA aderiu ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Foto: Divulgação.

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) aderiu ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI), desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). 

O HCPA é o primeiro hospital universitário do país a aderir ao sistema. Outras três estatais já aderiram ao SEI: Trensurb, Embrapa e Correios. 

Além disso, 96 instituições públicas implantaram ou estão em fase de implantação do sistema, como ANAC, Anatel, MEC, UFRGS e UFMG.

O SEI é um sistema de gestão de processos e documentos eletrônicos. A solução tem recursos como acesso remoto e tramitação em múltiplas unidades. 

De sistema eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região, o sistema passou a ser considerado projeto estratégico para toda a administração pública. Alguns fatores considerados importantes para o uso da ferramenta são economia do dinheiro público, transparência administrativa, compartilhamento do conhecimento produzido e sustentabilidade.

Cedido gratuitamente às instituições, o SEI foi escolhido como a solução de processo eletrônico no âmbito do Processo Eletrônico Nacional (PEN), uma iniciativa com o intuito de construir uma infraestrutura pública de processos e documentos administrativos eletrônicos. 

Coordenado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o PEN tem o objetivo de eliminar o uso de papel como suporte físico para documentos institucionais e disponibilizar informações em tempo real.

O HCPA tem desenvolvido diversos projetos de tecnologia nos últimos anos. Recentemente, a organização adotou o Oracle Cloud Machine, solução de nuvem pública da Oracle, implementado localmente em seu data center na capital gaúcha.

Com o negócio, o hospital passa a pagar uma parte importante do custo de servidores, software de banco de dados, storage e redes como um custo mensal para a Oracle.

O HCPA tem cerca de 1 mil médicos e 845 leitos. A instituição pública e universitária é ligada ao Ministério da Educação e à Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A área do Clínicas em Porto Alegre será sede do Centro Integrado de Tecnologia da Informação, um data center de R$ 40 milhões que será compartilhado entre o próprio hospital, o Centro Nacional de Supercomputação (Cesup) e Centro de Processamento de Dados da UFRGS (CPD-Ufrgs).