Alain Karioty. Foto: divulgação.

A A10 Networks, multinacional de aplicações de rede, firmou uma parceria com a distribuidora Anixter, que passará a distribuir o portfólio de soluções da A10 em todo o Brasil, além de recrutar e treinar novos parceiros.

Com o acordo, o plano da A10 Networks é continuar ampliando sua atuação no Brasil, usando a presença local da Anixter para buscar o fechamento de grandes projetos com companhia nacionais.
 
"Com a parceria, vamos incluir integradores maiores, sempre focando na qualidade destes e não na quantidade", avalia o vice-presidente de vendas para América Latina, Alain Karioty.
 
A A10 escolheu a Anixter por sua capilaridade, com cinco escritórios regionais no Brasil. Além disso, a Anixter não conta com marcas concorrentes da A10 em seu portfólio. No país, a A10 também é distribuída pela CLM.

"A Anixter ainda conta com excelentes instalações para formação e um centro de demonstração, o que é muito interessante para nós", avalia o vice-presidente de vendas da A10 Networks.
 
Para o managing director da Anixter no Brasil, Elder Branco, a nova parceria aumenta o nível de soluções que a distribuidora passa a oferecer no mercado brasileiro.

"Com essa nova parceria, complementamos a linha de soluções da Anixter, agregando aplicações de rede e de unified communications. A atuação será feita junto à base de canais e integradores que atuam nos segmentos de data center, telecom, governo e finanças", ressalta o executivo.
 
2015 começou agitado para a A10, que além da parceria com a Anixter, divulgou outras novidades para crescer no mercado brasileiro. Em janeiro, a empresa norte-americana contratou Ricardo de Melo, ex-Capgemini, como engenheiro de pré-vendas.

Sediado em Brasília, ao lado de Daniel Junqueira, engenheiro sênior, o executivo dará suporte à estratégia de expansão da A10 no Brasil, com o objetivo posicionar a fabricante como um dos principais players em aplicações de rede no país.

Fundada em 2004, a A10 Networks está sediada em San Jose, na Califórnia.

A receita total da empresa no terceiro trimestre de 2014 foi de 43,4 milhões, em comparação com 39,8 milhões no mesmo período de 2013.