Leonel Oliveira e Leandro Cabreira. Foto: Baguete.

A Nutanix, multinacional do segmento de virtualização para empresas de médio e grande porte, firmou uma parceria com a portoalegrense TechChannel para oferecer as suas soluções no Rio Grande do Sul.

A operação gaúcha da empresa foi iniciada em fevereiro, cerca de um mês após a chegada oficial da marca no país. Esta semana, o country manager da Nutanix, Leonel Oliveira, esteve em Porto Alegre para um kickoff de reuniões com empresas locais para apresentar a solução a potenciais clientes.

Conforme destaca Oliveira, a meta da companhia para 2014 é conquistar uma média de três a quatro clientes por mês, mirando segmentos como governo e indústria. O executivo não comentou valores. Globalmente, a Nutanix já faturou mais de US$ 100 milhões desde sua fundação em 2009.

Recentemente, a Nutanix fez uma captação de recursos na ordem de US$ 100 milhões, de olho na expansão em mercados internacionais, entre eles o Brasil.

Leandro Cabreira, diretor da TechChannel, destacou que a aliança com a multinacional tem a ver com o DNA da companhia, que trouxe em primeira mão ao estado empresas como Meraki e Riverbed, empresa liderada por Oliveira antes de assumir a Nutanix.

"Devido à boa relação que estabelecemos com empresas como a Riverbed, fomos a primeira escolha da Nutanix para representar a marca no estado. Estimamos que terá uma grande aceitação por aqui", observa.

Na largada, a empresa gaúcha já certificou dois dos seus engenheiros na tecnologia Nutanix, formando uma equipe já apta a implementar provas de conceito, instalações e suporte local.

Segundo Cabreira, o mercado gaúcho está pedindo soluções inovadoras, e o plano é levar as soluções da marca - virtualização de servidores, virtualização de desktops, big data, disaster recovery - para aproximadamente quinze clientes no estado.

"As companhias estão repensando a sua posição sobre seus ambientes de trabalho e sobre o uso da nuvem. Nosso objetivo é oferecer soluções para eliminar ambientes físicos caros e complexos, trocando por uma camada de software, reduzindo custos sem perdas na segurança", explica o diretor da TechChannel.

Para completar, Oliveira destacou a maturidade tecnológica das companhias gaúchas, um fator que fez a Nutanix ser um dos primeiros mercados a serem procurados, depois de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

"A região Sul se equipara à região Sudeste em inovar na gestão de TI, com muitas empresas que se interessam por novidades e se tornam 'early adopters' de softwares e soluções como a nossa. Estamos apostando nisso", finaliza Oliveira.