A Apple usa servidores do Google para armazenar alguns dados do iCloud de seus clientes. Foto: Pexels.

A Apple confirmou pela primeira vez que usa servidores do Google para armazenar alguns dados do iCloud de seus clientes.

A Apple utiliza a Amazon Web Services e a Azure, da Microsoft, para hospedar documentos do iCloud desde 2011. 

Já o contrato com a Google Cloud é especulado há anos, mas nunca havia sido confirmado pela empresa.

Agora, a Apple reconheceu publicamente que dados do usuários ficam, embora criptografados, nos serviços do Google - em um discreto guia de segurança do iOS publicado no mês passado (PDF, página 53).

O dossiê afirma que o iCloud usa "serviços de armazenamento de terceiros, como Amazon S3 e Google Cloud Platform. Não há menção explícita sobre o Azure, destaca o The Register, ao contrário do que acontecia nos últimos anos.

A publicação britânica considera o acordo estranho por conta da contrariedade do CEO da Apple, Tim Cook, a empresas que trabalham com base no acúmulo de dados de usuários.

O CEO já dirigiu comentários críticos a companhia (mesmo que não citando nomes explicitamente) como Facebook e Google, que dependem de publicidade direcionada a partir dos dados coletados sobre os usuários como parte importante de seus rendimentos.

No terceiro lugar no mercado de nuvem pública, a oferta do Google cresceu em 2017, mas segue distante da líder AWS.

Em 2017, a nuvem da Amazon fechou o ano com 62% de participação no mercado (uma queda em relação aos 68% do ano anterior). Já a Azure subiu sua fatia de 16% para 20%, enquanto a Google Cloud cresceu de 10% para 12%.