CORONAVÍRUS

Fenainfo pede retomada das atividades

27/03/2020 08:52

Federação dos sindicatos de TI contra lockdown indefinido. Agora, como colocar isso em prática?

Avenida Paulista deserta nesta quinta-feira, 26. Foto: Roberto Parizotti.

Tamanho da fonte: -A+A

A Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo), que agrega sindicatos da patronais de TI em nível nacional, divulgou uma nota pedindo “retomada da economia gradual” e fim do “imposição de lockdown indefinido pelos governantes” para evitar “GRAVE depressão econômica que gerará uma crise social muito mais profunda”. 

De acordo com a entidade, restrições como regime de trabalho home office, regime de trabalho home office e limitação de pessoas por local, poderão “dificultar a prestação do serviço e, por consequência, o pagamento da remuneração dos colaboradores”. 

A nota é uma mundança de posição para a Fenainfo. Na quinta-feira, 19, a entidade sugeriu por meio de nota que os seus associados adotassem home office para evitar a transmissão do Covid-19, medida que foi adotada com maior ou menor grau de intensidade por muitas empresas nos dias seguintes.

O clima no país mudou muito entre uma nota e outra. Na terça-feira, 24, o presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento criticando o fechamento de escolas e do comércio e atacando as medidas de quarentena implementadas por governadores e prefeitos por todo o país.

Algumas entidades empresariais começaram a protestar. Nesta quinta, 26, Farsul, a Fiergs e a Fecomércio, representantes da agricultura, indústria e comércio no Rio Grande do Sul, pediram retomada gradual na semana que vem e 100% a partir de 6 de abril. 

Os governadores dos estados e os prefeitos, responsáveis por sistemas de saúde ameaçados de colapso pelo coronavírus, não mostraram até agora disposição em recuar, iniciando um conflito aberto com Bolsonaro.

Na nota, a Fenainfo diz que é sua obrigação apresentar “propostas concretas para o enfrentamento responsável” da pandemia do coronavírus e reconhece o problema político em curso, mas tem expectativas que parecem pouco realistas no momento.

“Conclamamos as autoridades para que haja um imediato alinhamento entre os governos municipais, estaduais e federal, evitando-se radicalismos e disputa por protagonismos nos mais diversos níveis”, afirma a nota.

Além de esperar que os políticos com interesses diametralmente opostos se entendam, a Fenainfo acredita também que é possível a criação de um “plano estratégico para a retomada das atividades econômicas o mais breve possível” que observe e aplique rigorosamente as determinações da Organização Mundial de Saúde, entidade que tem defendido o isolamento social como medida para lidar com a crise.

“Certamente, precisamos defender a vida humana - ela é o bem maior - mas, muitas medidas de isolamento social adotadas pelas autoridades, necessárias, porém drásticas, impactam tanto à população, como a economia e o funcionamento das empresas”, resume a Fenainfo.

Veja também

TRABALHO
Fábrica da Samsung em Campinas pode parar

Com medo do coronavírus e sem licença, funcionários ameaçam entrar em greve.

BUILD FOR COVID-19
Devpost tem hackathon global contra coronavírus

Gigantes da tecnologia, como Facebook, Microsoft e Twitter, estão contribuindo com recursos.

PESSOAS
Renner suspende demissões por tempo indeterminado

Decisão acontece em um momento problemático para todo varejo.

TRABALHO REMOTO
10 medidas para manter empresas e clientes seguros

Veja quais são os cuidados essenciais para enfrentar a rápida adoção do home office sem prejuízos.

CORRIDA
Bosch: diagnóstico do Covid-19 em 2,5 horas

Teste rápido, desenvolvido com a Randox, deve estar disponível na Alemanha em abril.

SOLUÇÃO
Gemelo pronta para fazer UTIs

Companhia de data center modular quer ser parte da resposta ao coronavírus.

SUPORTE
Nubank destina R$ 20 milhões para quarentena

Banco realocou verba de marketing para oferecer vouchers em serviços de saúde e delivery.

SAÚDE
Tecnopuc Fablab produz máscaras para hospitais

Após testes, médicos escolheram a opção mecânica, que protege toda face.

FÔLEGO
Varejo pede prazo maior para pagar impostos

Grupo do setor pediu o adiamento da cobrança pelos próximos 120 dias.

COVID-19
Como manter a continuidade de seus negócios

É fundamental definir uma equipe que obtenha uma visão geral dos desafios que a empresa está enfrentando. 

INICIATIVA
Renner doa R$ 4,1 milhões para combate ao Covid-19

Valor vai para hospitais conveniados ao SUS e para comunidade próxima à sede da empresa.

CRISE
CVC corta custos para valer

Operadora reduz salários da diretoria pela metade e renegocia todos os contratos.

ALERTA
Depois da quarentena, recorde de divórcios na China

Parece que ficar muito tempo juntos sem poder sair é fatal para o relacionamento.

MEDIDAS
Equinix: sem visitas nos data centers

Medida vale para França, Alemanha, Itália e Espanha, como prevenção contra o Covid-19.

TÓQUIO
Olímpiadas são adiadas para 2021

Esta é a primeira vez que os jogos são postergados. Houve cancelamento somente nas guerras mundiais.

AÇÃO
Zaffari doa R$ 10 milhões para saúde pública

Rede de supermercado gaúcha apoia iniciativa de empresários contra o coronavírus.