Geovanne Teles. Foto: Sebastião Jacinto Júnior.

A Assespro Nacional acaba de lançar a diretoria adjunta de Startup e Jovens Lideranças, assumida pelo presidente da Assespro-MG, Geovanne Teles.

Teles fundou em 1992 a ATS Informática. Hoje, seu grupo é formado por oito empresas do ramo de tecnologia com mais de 250 colaboradores. 

O empresário também participa de outras entidades mineiras como a CDL/BH, Fumsoft-MG,CNDL e FCDL-MG.

“A própria Assespro nasceu como uma entidade que fomenta o empreendedorismo desde 1976. É bom lembrarmos que muitas das grandes e médias empresas existentes hoje no Brasil já foram microempresas e nasceram de ideias”, comenta Teles.

De acordo com Teles, o objetivo da nova diretoria é fazer da associação um local onde as startups podem encontrar oportunidades, ideias e até mesmo capital para desenvolver novas soluções.

Essa não é a primeira iniciativa a partir da Assespro visando a crescente quantidade de empresas startups de tecnologia.

Em agosto do ano passado, a Assespro-RS lançou o Programa de Empreendedorismo Inovador Startups, uma iniciativa com a qual a entidade quer ser um catalizador de inovação no Rio Grande do Sul.

A previsão era que o plano se desdobrasse ao longo de diversas fases até o segundo semestre de 2014, quando está prevista a realização em Porto Alegre de um congresso no qual 15 empresas novas deverão fazer apresentações para investidores e empresas de TI interessadas em parcerias.

A opção da entidade colocar o comando da diretoria de startups em Minas Gerais pode ter a ver com o fato do estado ser o berço da Associação Brasileira de Startups (ABS), criada em 2012 e hoje com um cadastro de 2,6 mil empresas e apoio de organizações como Sebrae, Anjos do Brasil, Apex e Abvcap.

[A título de comparação, a Assespro tem 1,5 mil, ainda que essas paguem contribuições, o que não deve ser o caso na ABS].  

As entidades não precisam necessáriamente competir entre si, no entanto. Desde o final do ano passado, a Assespro passou a ser uma federação, com objetivo de colocar sobre o seu guarda chuva outras associações locais e entidades sem representação nacional.