Roberto Baptista, Chief Learning Officer da Adaptworks. Foto: Divulgação.

A Adaptworks – empresa brasileira de treinamentos para a área de TI – está usando as interações de profissionais em fóruns técnicos como uma ferramenta de recrutamento.

Batizado de Compleo Talent, o software faz buscas em cerca de 30 sites, como o Grupo de Usuários Java e o Microsoft Developer Network.

Além disso, também entram na lista redes sociais, testes online e outras fontes que possam inidicar informações de carreira ou habilidades.

O número potencial de alvos chega a 250 mil perfis e a meta da empresa é chegar a 1 milhão até o final do ano.

O foco da ferramenta são os cargos técnicos, como analistas, especialistas, arquitetos, programadores e testers. De acordo com os criadores, a ferramenta permite entender como a pessoa se comunica, que tipo de desafio prefere e quais empresas têm o seu perfil.

Além da quantidade de postagens de determinado usuário sobre algum assunto específico, como uma linguagem de programação, o número de avaliações positivas nas postagens colabora para a pontuação do progamador ser alta caso a empresa esteja buscando alguém com esse conhecimento.

“O Compleo Talent possibilita abranger um público que não é explorado pelas ferramentas que existem atualmente. São profissionais que nem chegaram a colocar seus currículos no mercado”, explica Roberto Baptista, Chief Learning Officer da Adaptworks.

Fruto de seis meses de desenvolvimento, a ferramenta utiliza a mesma premissa do modelo americano Workforce Science.

Segundo o executivo da Adaptworks o sistema se propõe a fazer, de forma automática, o trabalho que grande parcela das empresas de recrutamento já fazem de forma manual.

“Consultores de RH já utilizam redes sociais virtuais, fóruns e grupos de discussão na web para ajudar na seleção de profissionais. A diferença é que o Compleo Talent faz isso de forma automatizada”, comenta.

A expectativa da Adaptworks é contar com 300 assinaturas do serviço até o final de 2014.

Para utilizar a ferramenta, as empresas podem optar entre o plano semanal, mensal, trimestral ou semestral. Os valores vão de R$ 250 a R$ 400.

Ao utilizar o sistema, a empresa pode fazer buscas por função, como analista de sistemas. Nesse caso, segundo Baptista, “a solução também verifica candidatos para cargos similares, como analista de projetos".

Outra possibilidade é filtrar a busca por habilidades, como Java, ASP.NET ou qualquer sistema mais específico.

“Um estudo conduzido na SAT Telecom mostrou que um sistema similar ao nosso gerou uma economia de 44% no custo de recrutamento da empresa e uma diminuição do tempo médio que uma oportunidade de trabalho permanece aberta de 70 para 37 dias”, afirma Baptista.

Além da pontuação dos perfis, a sugestão de candidatos também segue um critério de proximidade da empresa.

Presente no mercado de educação para profissionais de TI desde 2009 e pertencente ao Emphasys Group, a Adaptworks está sediada em São Pualo promove treinamentos voltados à gestão e liderança, gestão de projetos, gestão de produtos, requisitos, desenvolvimento de software e coaching.