Plano começa com a abertura de 13 lojas. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A TIM iniciou o plano de reabertura de lojas próprias para que os clientes possam solucionar demandas mais urgentes, começando por 13 lojas no Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Segundo a empresa, as unidades abertas estão localizadas em regiões que não possuem restrições governamentais e que, do ponto de vista epidemiológico, não são consideradas áreas emergenciais.

Para controlar o fluxo de pessoas nos estabelecimentos, o atendimento está sendo realizado por agendamento digital. No entanto, a empresa afirmou que não deixará de receber os consumidores que forem às lojas sem marcação prévia. 

As pessoas só poderão entrar nas unidades no ato do atendimento e um consultor deve estar na porta de cada ponto de venda fazendo a triagem, controlando o fluxo e reforçando a utilização, quando possível, dos canais digitais ou do totem deslocado para a entrada das unidades.

O agendamento está disponível tanto para clientes quanto para interessados em contratar um serviço da operadora e é feito no site da TIM, no qual o consumidor deve escolher a unidade onde pretende ir e informar o tipo de atendimento que está buscando. 

Estão disponíveis opções como compra de aparelho, contratação ou migração de planos de todos os segmentos, troca de chip e portabilidade. 

Ao clicar no item desejado, o usuário é informado sobre o tempo estimado de permanência na loja, documentos necessários e sobre outros canais aptos a atender à demanda.

Depois que o agendamento é realizado, o consumidor e o gerente da loja recebem um e-mail com a confirmação e marcação no calendário.

Para a reabertura, os consultores receberam treinamentos específicos sobre cuidados com a saúde e sobre o novo modelo de atendimento. Os colaboradores têm à disposição kits com máscaras e álcool em gel para usarem no trabalho e no deslocamento. 

Segundo a TIM, o layout das lojas foi adaptado, com menos mesas de atendimento e a retirada dos smartphones para demonstração, além de marcações nos chãos para promover o distanciamento entre as pessoas e o isolamento de áreas proibidas.

“Já tínhamos uma forte atuação nos canais digitais e reforçamos ainda mais nesse período, justamente para permitir que as pessoas possam ser atendidas sem sair de casa. Mas sabemos que existem algumas necessidades que são urgentes e os consumidores preferem resolver presencialmente”, explica Alberto Griselli, CRO da TIM Brasil.

Já em cidades de outras regiões, como São Paulo, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Salvador, Fortaleza, Maceió e Curitiba, o contato com os consultores das lojas é feito por telefone ou WhatsApp. O cliente recebe o produto que comprou em casa ou retira no ponto de venda. 

A lista de revendas que atendem tanto na modalidade delivery como no drive thru está disponível no site da operadora.