Cãezinhos saudáveis e felizes? Vallée controla vendas para contribuir para isso. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Vallée, indústria farmacêutica especializada em saúde animal, investiu R$ 1 milhão de em sistemas de automação de força de vendas, backoffice de administração comercial, cockpit de indicadores de gestão, planejamento de vendas e rastreabilidade de pedidos/rotas de venda (GPS), além de gestão de brindes e promoções e workflow de aprovação.

O projeto, desenvolvido e implantado pela MC1, foi desenhado para melhorar o gerenciamento das vendas e acompanhar o crescimento da companhia, que em 2012 faturou R$ 250 milhões e tem meta de chegar a R$ 285 milhões este ano.

Antes, os principais sistemas de vendas da Vallée eram baseados na plataforma PalmOS.

Com mais de cinco mil pontos de vendas, a companhia notou a necessidade de investir em uma nova tecnologia, que melhorasse a experiência móvel, conta Luis Almeida, diretor Comercial da Vallée.

“Procurávamos uma solução para auxiliar no planejamento e controle da equipe de vendas, parametrizar regras e estratégias comerciais, fiscalizar metas e realizado de vendas, gerir indicadores de desempenho, permitir a gestão e o controle de equipes geograficamente dispersas e longe de centros urbanos, entre outras funcionalidades”, afirma o executivo.

A modernização dos sistemas contemplou toda a equipe comercial da Vallée, cerca de 80 colaboradores de varejo, 16 gerentes e 50 promotores, que estão alocados em diversas regiões do país.

Hoje, munidos de tablets Android, os vendedores são capazes de verificar todo o histórico de compras do cliente, assim como o seu estoque, indicadores de desempenho, posição financeira do comprador, entre outras funções gerenciais.

Adicionalmente, a equipe de vendas passou a aplicar o conceito SPE (Sales Process Execution), criado pela MC1 em substituição ao antigo modelo SFA (Sales Force Automation).

“Assim, obteve-se o domínio completo do negócio e uma ferramenta capacitada para explorar todo o nosso portfólio da Vallée, gerando aumento em suas vendas gerais”, afirma Almeida.