E aí, doutor, tem fraude? Foto: Flickr.com/#photo_5154570000

A Veus Technology, com sede no Rio de Janeiro, lança uma de certificação de laudos médicos via Internet.

Batizada de Laudo Certificado, a solução foi desenvolvida em parceria com a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica Medicina Laboratorial com o objetivo de evitar fraudes de informações.

Marcelo Botelho, diretor da Veus, explica que a tecnologia permite que os responsáveis pelos laudos liberados pelos laboratórios de análises clínicas possam emitir estes documentos utilizando assinatura eletrônica proveniente da Certificação Digital instituída pela ICP-BRASIL (MP 2200-2).

Para tanto, o laboratório deve estar cadastrado no site do Laudo Certificado e o responsável pela liberação tem de usar certificado emitido por uma Autoridade Certificadora.

“Todos os laudos emitidos recebem uma série de controles, permitindo que o paciente, médico e empresa possam consultar, com privacidade e confidencialidade, os dados, garantindo integralmente a veracidade da informação impressa, por exemplo”, explica Botelho.

Na prática, pacientes e médicos podem confirmar a veracidade de um laudo no site da solução, na opção Validar Documentos Emitidos.

Outra forma é usar a versão móvel, via aplicativos já disponíveis para Android e iOS.

Entre as fraudes que a ferramenta ajuda a combater, Botelho destaca alterações em filas de transplantes, desvios de medicamentos e a venda ilegal dos mesmos no chamado mercado negro, a falsificação de exames de paternidade, entre outros.

“Nossa meta é conquistar 5 mil laboratórios clientes nos próximos três anos”, afirma Botelho.

Hoje, a Veus atende a cerca de 50 clientes no país, com uma oferta focada em serviços digitais na área da saúde, como alerta de laudo pronto, confirmação de agenda e pesquisas de satisfação via web e SMS, entre outros.

A companhia não divulga faturamento, apenas a meta de crescimento, que fica em torno de 20% a 30 % para este ano.