Elipse ajuda Tangará Foods na produção do leite. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Tangará Foods, empresa do Espírito Santo que atua no setor alimentício, implantou na sua unidade gaúcha em Estrela a solução E3, da portoalegrense Elipse Software para monitorar as etapas de recebimento e beneficiamento do leite.

Com o apoio da gaúcha Berelsoft, a Tangará implantou a solução para supervisionar a chegada de matérias-primas e a quantidade consumida no processamento de cada lote.

Para agregar mais qualidade à rastreabilidade do processo, o sistema de controle foi implantado em conjunto com o novo CLP, novos resfriadores, medidores e válvulas. Através das telas do E3, os operadores podem controlar as mais diferentes variáveis envolvidas no processamento do leite.

Como a fábrica opera 24h por dia e 7 dias por semana, optou-se pelo uso de um par de servidores em hot-standby, para que, em uma eventual falha no servidor principal, o servidor hot-standby assumisse a execução da aplicação sem haver qualquer interrupção na produção.

No total, foram adquiridas seis licenças, uma para o sevidor hot standby, três E3 viewers e 2 E3 viewers only.

Assim, o banco de dados SQL Server que armazena os dados referentes ao recebimento dos produtos (temperatura, vazão, densidade, lote, etc.) é replicado em ambos os servidores.

O E3 também emite relatórios e gráficos, com a possibilidade dos mesmos serem exportados para uma planilha em Excel. Desta forma, a gerência pode não só comprovar a qualidade de seus procedimentos aos diferentes órgãos reguladores, como também analisar a qualidade dos trabalhos realizados e definir estratégias.

Por fim, o software possui um sistema de alarmes que emite um sinal nas telas caso seja verificado qualquer problema em um dos equipamentos ou etapas do processamento.

"Hoje temos como intervir de maneira imediata se alguma das variáveis estiver fora do padrão”, afirmou Fábio Braun, supervisor de produção na fábrica da Tangará em Estrela.