Candidato, a Globo é uma só!

O Grupo Globo quer transformar a TV Globo, Globosat, Globo.com, DGCorp e Som Livre em uma única empresa, um processo que na área de TI da organização já está adiantada.

A união das empresas foi anunciada para os funcionários nesta segunda-feira, 24, dentro de um projeto chamado  “Uma Só Globo”, relata o Meio e Mensagem. A iniciativa terá consultoria da Accenture.

A Editora Globo/Infoglobo/Valor Econômico e o Sistema Globo de Rádio não fazem parte do projeto.

De acordo com o comunicado, assinado pelo presidente executivo do Grupo Globo, Jorge Nóbrega, a proposta da companhia é “ir na direção da integração de equipes e estruturas, desenvolvimento de novas áreas de competência, criação de novos negócios e busca de novas receitas”.

Para coordenar o projeto “Uma Só Globo”, a diretoria do grupo escolheu Rossana Fontenele, atual diretora-geral de planejamento e gestão da TV Globo e também líder do Projeto Uma Só Tecnologia, criado pelo grupo para organizar a distribuição das novas ferramentas tecnológicas a serviço das empresas da casa. 

Em março, o Baguete trouxe uma reportagem com Bruno Martins, líder da então recém criada diretoria de Aplicações da TV Globo, explicando como foi feito o trabalho de unificar as seis diferentes áreas de TI que atendiam a organização sob um comando único desde 2014.

A nova TI da TV Globo funciona organizada em “células” focando em temas nos quais é necessária evolução contínua, como mobilidade comercial, entretenimento e no fluxo de produção do jornalismo da emissora. 

O número de células vai aumentar daqui para a frente, mas o modelo tradicional de trabalhar com tecnologia seguirá funcionando quando fizer sentido, dentro do que o Gartner chama de TI Bimodal.

Provavelmente, as áreas de TI das diferentes organizações envolvidas no “Uma Só Globo” serão integradas a esse método. Uma dentro delas, no entanto, deve oferecer mais complicações.

A Globo.com tem uma operação de desenvolvimento de software sediada no Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS em Porto Alegre.

Ela foi aberta em 2015, e, na época, era a primeira operação da Globo.com fora do Rio de Janeiro, onde estão sediados sites G1, globoesporte.com, gshow, Ego e Techtudo.

Criado em 2011 pelas Organizações Globo, a Globo.com é um dos 10 sites mais acessados do Brasil.