CRÉDITO

CrediSIS adota soluções da Topaz

27/09/2021 16:55

O projeto está em fase inicial e terá 40 profissionais envolvidos na implementação.

A cooperativa de crédito tem forte atuação no Norte do país. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A CrediSIS, cooperativa de crédito com forte atuação no Norte do país, adotou as soluções da Topaz, empresa da Stefanini especializada em soluções financeiras, de ponta a ponta.

Impulsionada pelos desafios da pandemia e pela necessidade de aproveitar esse momento para entrar de cabeça no digital, a organização abriu concorrência para empresas de tecnologia apresentarem suas soluções.

Nessa análise de mercado, a escolhida foi a Topaz, com a contratação integral das suas soluções. Isso inclui o Topaz Core Banking, Topaz Trace, Topaz OFD e Topaz SERVCore OmniChannel.

“A expertise da Topaz com soluções voltadas ao cooperativismo e o fato de ser líder de mercado foram os critérios que fizeram a empresa ser escolhida”, conta Donizetti José, presidente da CrediSIS.

Segundo o executivo, a fornecedora tem know how no modelo cooperativo e deve manter o foco do time da cooperativa na estratégia de crescimento do negócio.

“Por ser uma empresa que possui soluções de ponta a ponta, que atuam de maneira integrada, o processo de implementação e de funcionamento dos sistemas é otimizado, fator que chamou a atenção e nos fez confiar ainda mais na marca”, afirma José.

O projeto está em fase inicial e terá 40 profissionais envolvidos no processo de implementação. 

Como são multiplataforma, as soluções permitirão a realização de operações bancárias em tempo real, por meio de vários canais. Todas as interfaces da CrediSIS terão a mesma identidade, desde os ATMs, internet banking, desktop até o mobile.

“Estamos muito otimistas quanto aos resultados que iremos atingir com a implementação das soluções da Topaz. A entrada ao universo digital está sendo animadora e muito bem projetada”, afirma o presidente da CrediSIS.

De acordo com a cooperativa, esta transformação vem com o intuito de quebrar barreiras e agregar mais valor aos cooperados, melhorando a flexibilidade e a agilidade nos processos, mirando a possibilidade de expansão para o território nacional.

“Nossa meta será trazer as soluções da Topaz em um modelo evolutivo e constante, proporcionando aos nossos cooperados tecnologia de ponta, além de uma jornada agradável sem abrir mão da agilidade e segurança em nossas soluções”, explica Everaldo Oliveira, diretor de tecnologia da CrediSIS. 

Com a tecnologia, a organização também visa alcançar a inclusão de novos produtos à sua oferta de serviços.

“É uma satisfação e uma grande responsabilidade contribuir na execução da estratégia e construção de negócios digitais. Estamos seguros em saber que seremos capazes de realizar a transformação digital e agregar valor aos serviços oferecidos pela cooperativa”, afirma Jorge Iglesias, CEO da Topaz.

Com mais de 30 anos de experiência, a Topaz é uma empresa uruguaia de sistemas de core bancário adquirida pela Stefanini em 2012. Recentemente, a companhia foi apontada pelo Gartner como uma das 15 mais relevantes no segmento de soluções de banco digital. 

Fundado em 2000, o Sistema CrediSIS atua 100% fisicamente nos estados do Acre, Mato Grosso, Rondônia e Pará. A cooperativa alcançou 1 bilhão de ativos em 2020.

Veja também

COOPERATIVAS
Ailos investe R$ 370 milhões em tecnologia

Principais projetos são a troca do core bancário para o Topaz e a migração para a nuvem da AWS.

BANCOS
Topaz compra 60% da CRK

Braço financeiro da Stefanini adquire mais um reforço para o seu porfólio.

EXPANSÃO
Ebanx inicia operações na América Central

Fintech começa a atuar na Costa Rica, El Salvador, Panamá, Guatemala e República Dominicana.

FINTECHS
Ebanx compra 30% do Banco Topázio

O acordo foi fechado no início deste ano e aguarda a aprovação do Banco Central e do Cade. 

DEBATES
ABO2O cria comitê de tecnologia

Agenda da associação será liderada por Guilherme Kato, CTO do Dr. Consulta.

SAP
MSG tem planos para o Brasil

Não sabe quem é a MSG? Claudio Elsas e Frank Dorr querem mudar isso.