TELECOM

Nokia ativa rede 5G com Americanet

27/10/2020 10:17

Anatel autorizou as empresas em caráter de teste e pesquisa para as experimentações.

Luiz Tonisi, country manager da Nokia no Brasil. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Nokia anunciou a ativação de uma rede experimental de 5G em Pindamonhangaba, município localizado no interior de São Paulo, com a operadora Americanet.

Isso será possível porque as empresas obtiveram junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a licença em caráter de teste e pesquisa para as experimentações, utilizando as faixas de 700MHz, 3,5 e 26 GHz.

Durante testes já realizados, as companhias afirmam que alcançaram as velocidades mais rápidas em 5G da América Latina: uma velocidade sustentada de 3.9 Gbps e picos de mais de 4.14 Gbps.

Além disso, a Nokia apresentou sua solução end-to-end (E2E), incluindo terminais de usuários Fast Mile, estações macro e small cells para cobrir, respectivamente, ambientes externos e internos. 

Segundo a companhia, os benefícios dessa tecnologia impulsionarão a transformação digital das empresas e a universalização do acesso à banda larga em regiões fora dos grandes centros urbanos. 

Além dos testes em 3,5 GHz, a Nokia demonstrou soluções em ondas milimétricas mmW em 26 GHz. Essa tecnologia deve melhorar a experiência do cliente, possibilitando que os usuários atinjam velocidades mais altas de conexão e latências mais baixas.

Segundo a Nokia, a parceria com a Americanet vem para demonstrar o potencial de 5G como uma plataforma de novos serviços digitais com oportunidades no futuro bem próximo.

“É importante que todas as empresas participem ativamente das discussões e se capacitem no potencial de 5G, para promover desde já a tecnologia e novos modelos de negócio que melhorem a vida das pessoas e impulsionem o desenvolvimento fora dos grandes centros urbanos”, afirma Luiz Tonisi, country manager da Nokia no Brasil. 

Fundada em 1865, a finlandesa Nokia tem clientes provedores de serviços de comunicação que suportam mais de 6,4 bilhões de assinantes com suas redes de rádio, enquanto os clientes corporativos implantaram mais de 1,3 mil redes industriais em todo o mundo.

Já a Americanet foi criada em 1996 e tem sede em Barueri, São Paulo. Hoje a operadora atua no mercado corporativo e residencial, oferecendo soluções de voz fixa, móvel e dados.  Ela conta com infraestrutura e tecnologia baseada em redes de fibra óptica com extensão de mais de 21 mil quilômetros.

Veja também

CONEXÃO
Oi inicia operação piloto do 5G DSS em Brasília

Extensa rede de fibra ótica da operadora deve ser fundamental para escoar o tráfego após o leilão.

EDGE
CLM compra 1° servidor de borda Lenovo na AL

Lenovo Edge SE350 será usado em laboratório de segurança da distribuidora.

VELOCIDADE
Vivo promete 5G DSS ainda em julho

Operadora entrou na corrida com a Claro e a TIM, que também anunciaram o serviço recentemente.

CONEXÃO
TIM anuncia 5G DSS para setembro

Operadora deve disponibilizar o serviço em três cidades brasileiras com Ericsson, Huawei e Nokia.

CONEXÃO
Claro anuncia chegada de 5G DSS

Prévia da quinta geração das redes móveis conta com tecnologias da Motorola, Ericsson e Qualcomm.

RESPOSTA
Huawei se defende da ameaça de Bolsonaro

Ameaçada de ficar fora do leilão do 5G pelo presidente, chinesa dispara uma longa indireta.

CONEXÃO
Oi expande fibra ótica no Sul e Centro-Oeste

Serviços de internet, TV por assinatura e telefonia fixa chegaram a oito novas cidades.

TELECOM
TIM expande fibra óptica

Operadora pretende atender 70 cidades até o final de 2022.  

ESPERA
5G deve chegar só em 2022

Frequência básica pode ter interferência com antenas parabólicas.

IOT
Pirelli desenvolve pneus que interagem com redes 5G

A empresa realizou uma demonstração em parceria com Ericsson, Audi, Tim, Italdesign e KTH.