A 3D Robotics vende câmeras GoPro com seus drones. Foto: Divulgação.

A GoPro está desenvolvendo sua própria linha de drones para expandir seu negócio a partir de suas câmeras portáteis voltadas para esportes e aventura. Segundo o Wall Street Journal, a informação foi passada por pessoas próximas ao plano.

O começo das vendas de helicópteros multirotor equipados com câmeras de alta definição está planejado para o final do próximo ano. O objetivo é que o produto custe entre US$ 500 e US$ 1 mil.

A entrada de uma grande marca de eletrônicos de consumo para o mercado de drones sinaliza o quão mainstream e lucrativa a indústria se tornou em poucos anos. 

Os drones para consumidores são tipicamente helicópteros leves com câmeras que podem ser controlados com um tablet ou smartphone. 

Reguladores dos EUA permitem seu uso por amadores.

O movimento da GoPro em drones vem em um momento em que sua liderança no segmento de câmeras em que atua enfrenta a concorrência de rivais como a Sony Corp. e outros. 

A empresa de 10 anos, que realizou sua oferta inicial de ações (IPO) em junho, vem investindo fortemente em pesquisa e desenvolvimento para manter a sua liderança no negócio de câmera, que vendeu cerca de 2,8 milhões de unidades nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado.

A GoPro já é um player de apoio no mercado de drones, fornecendo muitas das câmeras que os equipamenteos carregam. 

Mas a GoPro pode estar se protegendo contra um negócio que pode estar diminuindo. 

A SZ DJI Technology, da China, maior vendedora de drones para consumidores, começou recentemente a venda de dispositivos que vêm com suas próprias câmeras.

Outros fabricantes de drones podem deixar de usar os dispositivos GoPro se eles passarem a competir diretamente com a fabricante de câmeras no novo segmento.

"Estou feliz em deixar a GoPro fazendo ótimas câmeras enquanto continuamos fazendo ótimos helicópteros", disse Colin Guinn, vice-presidente sênior de vendas da 3D Robotics, que vende câmeras GoPro com seus drones.