Parceria coloca vinhos e cervejas lado a lado. Foto: reprodução.

A paulista Wine, e-commerce de vinhos com atuação na América Latina, anunciou um investimento no Have a Nice Beer, plataforma semelhante ao Wine, mas dedicado à venda de cervejas.

O acordo prevê uma parceria operacional entre as duas empresas, mas elas continuarão operando independentemente, com gestão, marketing e equipes distintas e cada uma em seu foco específico de produtos.

A parceria, no entanto, destinará recursos para ampliar a operação da Have a Nice Beer, que contará com o know-how da Wine – Centro de Distribuição, logística e tecnologia – assim como um aporte de valor não aberto para impulsionar esta expansão.

Com esse primeiro investimento, a Wine.com.br inicia sua expansão como plataforma de negócios, ampliando sua oferta para os consumidores em segmentos relacionados.

A Wine, líder no e-commerce de vinhos na América Latina, conta com cerca de 70 mil usuários cadastrados, assim como uma base de 30 mil assinantes de seu programa ClubeW.

O programa envia aos seus assinantes, todos os meses, a revista da marca, assim como uma seleção especializada de rótulos para os clientes interessados.

O Have a Nice Beer, fundado em 2011, tem uma abordagem semelhante ao ClubeW, com o envio mensal de revistas e cervejas á sua base de 7,5 mil assinantes, em todo o país.

Para Anselmo Endlich, diretor executivo e co-fundador da Wine, a Have a Nice Beer atua de maneira muito parecida com a Wine quando ela foi fundada. Esse foi um fator decisivo para o investimento.

"Eles têm como base os mesmos pilares que são o nosso diferencial: seleção, indicação e entrega. E são focados na qualidade, assim como nós”, diz, Endlich, que acredita no forte crescimento do mercado de cervejas especiais, assim como no consumo de vinhos.

Pedro Meneghetti, CEO do Have a Nice Beer, a parceria dará a empresa uma estrutura operacional para crescer ainda mais e oferecer mais cervejas exclusivas aos clientes - e futuramente abrir uma webstore para os não-assinantes.

"Este acordo nos permitirá acesso a uma série de serviços como estrutura de importação, sistemas de armazenamento, plataforma de e-commerce, central de atendimento e logística da informação e entrega”, finaliza.