Mário Belesi está à frente da linha de negócios SolidWorks na América Latina.

A Dassault Systèmes reforçou o time focado na solução de CAD SolidWorks para o Sul do país, colocando Artur Gamboa como gerente de território e de vendas da empresa na região, apoiado pelo gerente estratégico de multiproduto Fernando Sousa.

Gamboa está na Dassault desde julho do ano passado, quando veio da IBM, empresa na qual atuou por 14 anos, no Banco IBM e cargos na área de vendas.

Já Sousa está na Dassault desde 2008, tendo passado por áreas ligadas a canais e vendas. Antes de entrar na empresa, Sousa trabalhou na Progress e Oracle.

“O Sul do Brasil tem empresas com elevado poder financeiro e possui uma cultura séria de dedicação ao trabalho. Por isso, cada vez mais, faremos os devidos investimentos”, aponta Mário Belesi, diretor de SolidWorks para a América Latina da Dassault Systèmes.

Belesi assumiu o cargo atual no começo do ano, como parte de uma reorganização do negócio da Dassault na América Latina.

Oscar Siqueira, que antes respondia pelo negócio SolidWorks da empresa no país, foi promovido diretor para Value Solutions, a divisão da Dassault Systèmes focada em promover vendas indiretas do resto do portfolio da gigante francesa, no qual estão soluções de PLM e o software de CAD hign end Catia.

A atenção da Dassault quando o assunto é vendas de SolidWorks no Sul tem seus motivos: a SKA, de São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, é a maior parceira da multinacional para a linha SolidWorks no país.

A companhia fechou 2014 com um faturamento de R$ 41,6 milhões, uma alta de 30% frente aos resultados do ano anterior e no começo do ano foi eleita a melhor revenda SolidWorks da América Latina.

Além da SKA, também tem forte presença no Sul a paulista IST, que em 2014 adquiriu a carteira de clientes da Max3D, também de São Leopoldo.