FUTURO

Oi mais aberta para o home office

28/05/2020 13:54

Gestores estão dispostos a ampliar a quantidade de dias de trabalho em casa no futuro.

Diga Oi para o home office.

Tamanho da fonte: -A+A

A experiência de home office forçado durante a pandemia parece estar deixando os gestores da Oi mais inclinados a ampliarem o trabalho em casa no futuro.

Segundo uma pesquisa feita pela operadora, 65% dos gestores da companhia acreditam que suas equipes deveriam fazer de 2 a 3 dias de home office por semana no futuro, ao fim do isolamento.

É um salto significativo da realidade pré-pandemia da Oi, quando só 22% dos funcionários faziam home office, a maioria deles apenas um dia por semana.

A Oi tem 11 mil colaboradores trabalhando remotamente desde março, 84% do total de sua força de trabalho.

Cerca de 10,4 mil deles responderam uma pesquisa, talvez uma das maiores feitas internamente por uma empresa sobre o assunto no país, e 78% informaram que possuem interesse de continuar neste modelo de trabalho. 

Do total, 38% disse que a sua produtividade aumentou. Outros 57% afirmam que o desempenho se manteve nesses últimos dois meses de quarentena.  

Na sua divulgação da pesquisa, a Oi não chega a se posicionar sobre qual será, afinal, o futuro do home office pós-pandemia.

Mas seria no mínimo estranho divulgar uma pesquisa com esses resultados para depois voltar a fazer tudo como antes.

Outras grandes empresas estão analisando os números de produtividade, satisfação de usuário e, provavelmente, o potencial de economia com aluguel corporativo, 

A XP, por exemplo, já anunciou que os seus 2,7 mil funcionários poderão seguir em casa até o final do ano, independente da evolução da pandemia do coronavírus. O Nubank fez a mesma coisa para outros 2,4 mil.

Com o anúncio, as fintechs brasileiras se tornaram as primeiras empresas no Brasil a adotar uma posição que está se tornando frequente no Vale do Silício, onde Facebook, Google e Twitter tomaram atitudes similares.

Mais do que isso, a XP especulou publicamente sobre a possibilidade de tornar o modelo permanente. 

No início da pandemia, a XP fez uma pesquisa sobre a preferência dos funcionários em frequentar o escritório. Apenas 5% disseram que querem ir ao escritório 5 dias por semana. A maioria disse que gostaria de ir apenas 3 vezes.

No futuro, a empresa estuda transformar os escritórios atuais em escritórios-conceito, que servirão de apoio para demandas específicas de treinamentos de colaboradores, dinâmicas presenciais, recepção e clientes e parceiros, entre outras. 

Veja também

TALKS LIVE
Home office: os principais desafios para CIOs

Mara Maehara, da TOTVS, e Janet Dinio, da Vicunha Têxtil, falaram sobre o momento nas empresas.

ATENDIMENTO
Almaviva migra para home office com Avaya

Com licenças cedidas, empresa levou 50% dos seus 37 mil colaboradores para trabalhar em casa.

RETORNO
Google vai reabrir escritórios em julho

Volta deve ser escalonada e de acordo com as condições externas, começando com 10% de ocupação.

FUTURO
Facebook: metade dos funcionários em casa em 10 anos

Migração para o home office em função do coronavírus pode se tornar definitiva para muitos.

NOVO NORMAL
Tecnologia e o home office: relatos de uma professora

Não foi fácil, mas a distopia que eu imaginava não se realizou.

TRABALHO
Nubank libera home office até o final do ano

Depois de Facebook, Twitter e Salesforce, a moda está pegando no Brasil.

NOVO NORMAL
XP: home office até o final do ano

Tendência: funcionários podem seguir em casa, independente da evolução do Covid-19.

OPORTUNIDADE
Oi agora tem locação de PCs

Mercado está em alta com a necessidade de montar e suportar operações de home office.

QUEDA
Gartner: gasto em TI vai cair 8%

Equipamentos, software empresarial perdem. Ganha nuvem pública e plataformas de comunicação.

CONTRAMÃO
Apple prepara volta para os escritórios

Enquanto outras empresas do Vale do Silício garantem home office, Apple decidiu pelo caminho contrário.

HOME OFFICE
Zenvia manda cadeiras do escritório para casa

Companhia montou uma operação em 29 cidades diferentes para melhorar o conforto do trabalho remoto.