Nadro é uma grande empresa no México.

A Nadro, uma das maiores distribuidoras de remédios do México, fechou com a Rimini o suporte terceirizado de todo o ambiente SAP S/4 Hana, Business Suite 7 e banco de dados Hana.

É o primeiro contrato na América Latina a incluir o sistema de gestão S/4 Hana, para o qual a Rimini passou a oferecer também suporte recentemente.

“A mudança para o suporte da Rimini Street permite que a Nadro reduza os custos operacionais de TI e invista essas economias para entregar projetos de inovação em toda a empresa, melhorar a eficiência operacional e a qualidade do nosso serviço ao cliente”, disse Jorge Malo, diretor de TI da Nadro. 

A Nadro atende um total de 25 mil farmácias no México.

A Rimini anunciou no começo do mês que passaria a ter suporte para o S/4 Hana, última versão do software de gestão da multinacional alemã.

A oferta inclui  conjunto completo de componentes funcionais e técnicos do ERP, incluindo a interface do usuário SAP Fiori e o banco de dados in-memory SAP Hana.

A Rimini atua com suporte terceirizado para tecnologias SAP desde 2008, oferecendo suporte código customizado crítico, atualizações fiscais, jurídicas e regulatórias.

É o suporte de mais alto nível, que, de acordo com a proposta da Rimini, permitiria ao cliente SAP deixar de fazer atualizações no seu sistema e pagar apenas uma fração que pagava pelo suporte da multinacional alemã ou dos seus parceiros.

Desde o ano passado, a companhia entrou também no suporte de nível 2, o que significa que passará a entrar em  suporte operacional, incluindo resolução de incidentes, gerenciamento de casos e análise de causa raiz para otimizar as operações em andamento, tanto do ERP como de aplicações que rodam em torno do SAP, como NetWeaver, GRC e BI,  entre outros.

A Rimini abriu as portas no Brasil em 2011 para atender um contrato com a Embraer.

A lista de clientes no país tem 94 nomes, incluindo Algar Telecom S.A, Bombril, Cacau Show, CPFL Energia e Peixe Urbano.

A companhia incomoda, mas ainda é muito pequena em relação à SAP e Oracle: o faturamento foi de US$ 281 milhões em 2019, uma alta de 10,9%.