Manoel Dias, ministro do Trabalho e Emprego. Foto: Renato Alves.

A Carteira de Trabalho Digital entrou em operação em Brasília. O novo sistema permite a entrega da carteira de trabalho no ato da requisição e integra o programa de modernização do Ministério do Trabalho e Emprego. 

Com a implantação do sistema, além de ser atendido por agendamento, sem a necessidade de entrar em filas, o trabalhador passa a ter todos os seus dados cruzados no ato do cadastramento. 

“Essa mudança permite saber se o cidadão possui outros documentos ativos, número de PIS anterior ou esta recebendo benefícios federais. Tudo para dar mais segurança à emissão do documento e reduzir as chances de fraude”, destacou o ministro Manoel Dias. 

De acordo com ele, o Ministério do Trabalho e Emprego tem como meta, este ano, colocar todos os serviços ao cidadão na era digital e deixar o caminho aberto para que, no ano que vem, a carteira tradicional deixe de existir. 

“Estará tudo pronto para a implantação do cartão do trabalhador, onde constarão digitalmente todos os dados e vínculos empregatícios de forma prática e segura”, comentou. 

O sistema da carteira digital deve estar disponível em todos os estados até o final do ano. 

“Levar 15, 20 dias para entregar o documento é um absurdo, um desrespeito ao trabalhador”, complementou Manoel Dias.

Quem já tem Carteira de Trabalho não precisa substituí-la. O modelo eletrônico já está disponível nos estados do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, do Ceará e de Santa Catarina.